Como fazer um resumo eficiente para as provas do Enem?

282
como fazer um resumo

Quem quer começar a se preparar para o Enem precisa saber que terá que estudar muitos conteúdos e nem sempre é fácil memorizar todos eles. Fazer resumos, isto é, reduzir um texto aos seus tópicos principais, é uma ótima forma de aprender, fixar e rever conceitos com mais agilidade e memorização. Contudo, embora seja uma prática bastante comum no meio escolar, muitas pessoas apresentam dificuldades em extrair as ideias centrais de um conteúdo e passá-las para o papel.

Por meio de um resumo caprichado, é possível entender e internalizar melhor o assunto. É diferente de simplesmente decorar algo, uma vez que o ato de sintetizar um texto ou parágrafo amplia a capacidade de compreensão e assimilação acerca dos pontos-chave do conteúdo.

Você sabe como fazer um resumo de qualidade? Não se preocupe se não estiver seguro disso, pois trouxemos algumas dicas neste post que vão ajudar. Confira!

Entenda bem o tema

O primeiro passo para escrever um bom resumo é entender bem o tema que será abordado, e para isso é necessário estudar bastante. Sendo assim, leia e releia quantas vezes precisar — caso não tenha muito tempo, experimente a leitura dinâmica. Outra ideia é fazer alguns exercícios para testar o seu conhecimento.

É importante lembrar que um resumo eficiente terá que conter as respostas certas para as principais questões sobre o assunto. Portanto, você deverá ser capaz de responder essas perguntas se quiser se orientar durante a produção e sintetizar as melhores ideias.

Identifique o que precisa ser abordado

Já conhece a matéria que será resumida? Então está na hora de definir o que, exatamente, precisa ser abordado. Quais são os conceitos mais importantes do texto? Respondendo essa pergunta, fica mais fácil identificar quais tópicos deverão ser ressaltados no seu resumo.

Uma sugestão é buscar as palavras-chave em todo o texto para organizar as ideias e destacar o que é mais relevante para o resumo. Por exemplo, se o tema for trigonometria, destaque as palavras “seno”, “cosseno” e “tangente”.

Você também poderá identificar o que é válido de ser abordado se grifar os trechos que contêm informações essenciais para a compreensão do conteúdo e que não podem ficar de fora do resumo. Um exemplo são as fórmulas em matérias de exatas.

Confira outras dicas para simplificar esse processo ainda mais:

  • corte as partes que são redundantes ou, simplesmente, dispensáveis para o resumo — adjetivos e advérbios;
  • reduza os elementos por meio da generalização — nem sempre é necessário reproduzir a frase “Lúcia colheu margaridas, rosas e bromélias”, basta escrever “Lúcia colheu flores”;
  • substitua sequências ou proposições por uma única frase que presuma todas elas.

Pense em quem vai ler o resumo

Você pretende compartilhar o resumo com algum colega? É preciso levar isso em consideração no momento de produzir o material, pois certos termos ou expressões com os quais temos familiaridade podem dificultar a compreensão por terceiros.

Sendo assim, para garantir a acessibilidade e a eficácia do resumo para quem irá lê-lo, é fundamental determinar qual será o uso desse conteúdo e a quem ele se direcionará. Desse jeito, você não terá que se preocupar em explicar os significados do que escreveu.

Use os bullet points

Ninguém merece ler um resumo com enormes blocos de textos, afinal, o objetivo de resumir um conteúdo é justamente otimizar a leitura e o estudo, certo? Vai aí uma dica preciosa para quem quer saber como fazer um resumo que funcione: usar os bullet points!

Os bullet points tornam o texto mais fluido e ajudam a sintetizar um conceito em uma ou duas frases, o que contribui para a objetividade do resumo e facilita a memorização de informações. Além disso, os tópicos numerados também são possibilidades interessantes para os casos em que é necessário estabelecer uma ordem específica ou determinadas instruções.

Estabeleça começo, meio e fim

Embora seja um material breve, o resumo não precisa ser raso ou incompleto. O correto é que ele contenha, exatamente, os dados que você precisa estudar para ir bem no ENEM; logo, é perigoso ignorar pontos de destaque que se apresentam nos extremos do texto (introdução e conclusão).

Sendo assim, aproveite o primeiro parágrafo para explicar do que se trata o resumo, isto é, apresentar o conceito inicial e nortear a leitura. Durante o desenvolvimento — meio da síntese — explane sobre detalhes e definições significantes. Na última parte, conclua o assunto e ressalte os pontos principais.

Escreva com as suas palavras

Sabia que boa parte do aprendizado e do sucesso nos estudos está na forma como a pessoa escreve o resumo? Portanto, crie o texto com suas palavras, com base naquilo que você compreendeu acerca do assunto que será abordado. Tenha em mente que isso é muito importante, inclusive, para verificar os pontos em que ainda restam dúvidas.

Crie mapas mentais

Os mapas mentais consistem em resumos repletos de cores, setas, símbolos e frases de efeito com o objetivo de organizar o conteúdo, facilitar a memorização dos principais pontos e relacionar informações de modo visual, criativa e intuitiva.

Em outras palavras, essa técnica proporcionará uma visão geral do tema, ajudando a fixar as partes mais importantes do assunto estudado e aniquilando as chances daquele famoso branco durante a prova. A ideia é que você bata os olhos na ficha e consiga associar as anotações. Ou seja, é uma ótima maneira de lembrar e acessar a matéria.

Veja algumas dicas para criar o seu mapa mental:

  • insira o título (informação principal) no centro da ficha de forma marcante;
  • faça desenhos, símbolos ou gráficos para ressaltar as informações;
  • organize os tópicos mais importantes sobre o tema a partir do ponto central na ficha;
  • comunique algo diferente com cada cor;
  • defina o melhor formato para associar as ideias de cada tipo de conteúdo — retangular, triangular etc.;
  • use setas para criar conexões no mapa mental;
  • utilize balõezinhos para destacar ideias.

Prepare questionários sobre o tema

Outra forma de resumir um conteúdo é preparando questionários básicos sobre a disciplina. Desenvolva questões sobre um determinado assunto e responda de maneira objetiva com as suas palavras. Com esse tipo de resumo, você conseguirá assimilar mais facilmente o tema tratado, além de poder relembrá-lo posteriormente.

Agora você já sabe como fazer um resumo de qualidade! Tenha em mente que todas essas práticas serão essenciais para ajudar na memorização, no controle da ansiedade e, especialmente, na sua autoconfiança antes, durante e depois do ENEM.

Quer ficar por dentro das novidades sobre o ENEM? Então não deixe de nos acompanhar no Facebook, no Twitter e no YouTube!