4 dicas infalíveis para manter a motivação no estudo

1141

Estudo exige persistência, disciplina e concentração. Isso você já está cansado de ouvir, certo? Mas você sabe, na prática, como se manter motivado nessa fase tão estressante de vestibulares?

Pode parecer um desafio e tanto, mas é possível ter motivação no estudo e ainda curtir os bons momentos da vida. Afinal, eles ajudam a manter a mente tranquila para absorver todo o conhecimento exigido em vestibulares e no ENEM.

Pensando em tudo isso, decidimos ajudá-lo a entender como ter mais motivação para estudar com dicas práticas e alguns ajustes na rotina e no seu comportamento. Vamos lá!

1. Determine metas

Tudo começa com a definição de metas claras e viáveis. Você deve estar pensando: “Mas eu já tenho uma meta! Quero tirar uma boa média no ENEM e entrar em uma universidade.”

Esse é o seu objetivo, claro. Estabelecer uma verdadeira meta, por outro lado, é colocar em prática ações que vão ajudá-lo a alcançar o objetivo principal.

Então, como definir uma meta? A dica é começar aos poucos. Estabelecer uma meta não é afirmar para si mesmo: “Vou estudar 12 horas por dia”. Isso pode dar certo nos primeiros dias ou semanas, mas certamente vai desanimá-lo com o tempo — por mais que você tenha força de vontade.

Pode ter certeza de que, das 12 horas pretendidas de estudo, você realmente vai absorver algum conhecimento com apenas 4 horas. No restante do tempo, seu cérebro estará cansado e focado em qualquer outra coisa, menos nos estudos.

Estudar também é estratégia. Por isso, aqui vai uma sugestão: estabeleça “metinhas” todos os dias, de modo que você possa estudar um pouco de cada vez. No dia anterior, defina quais capítulos precisa ler e quantos exercícios vai fazer. Esse planejamento evita que você perca tempo procurando o que precisa estudar.

Depois, defina intervalos de tempo para descansar entre uma leitura e outra. Mas nada de deitar na cama e dormir 2 horas seguidas, certo? Uma técnica bastante interessante é a Pomodoro. Funciona assim: você estuda em 4 ciclos de 25 minutos. A cada 25 minutos, tire um intervalo de 5 minutos para ir ao banheiro, tomar água, fazer um alongamento. Quando completar 4 ciclos, faça uma pausa um pouco maior, de 15 a 30 minutos.

Depois desse descanso, volte aos estudos. Lembre-se de que, nesse tempo, você deve estar bastante focado. Nada de estudar com a televisão ligada ou pensando na sua série favorita. Os intervalos existem para isso!

Tente repetir essa técnica ao longo dos dias e logo vai perceber que seu cérebro vai descansar o tempo suficiente para focar mais e ter motivação no estudo.

2. Estude com estratégia para manter a motivação no estudo

Você já ouviu falar do Professor Pier? Pierlugi Piazzi foi um palestrante e professor de cursinhos pré-vestibulares reconhecido pelo ensino de técnicas de estudo simples, mas revolucionárias.

Revolucionárias porque seus ensinamentos iam de encontro à máxima de que o aluno deve esgotar suas energias durante os estudos, um senso comum ainda muito disseminado hoje. Para ele, você precisa estudar com qualidade, e não em quantidade. Preste atenção a essa frase do educador: “Você não deve estudar mais, mas melhor”.

Ele defendia que o cérebro é capaz de se tornar inteligente aos poucos, desenvolvendo cada vez mais habilidades. Entretanto, esse processo é lento. É por isso que não existem fórmulas mágicas para aprender. Existem estratégias!

O que você lê ou ouve todos os dias fica armazenado em sua memória de curto prazo. Para consolidar o conhecimento, é preciso revisar o conteúdo todos os dias.

Um exemplo: ao assistir a uma aula hoje (física ou on-line), é preciso revisar esse conteúdo no mesmo dia, algumas horas depois. Fazer exercícios também é importante. Pense assim: ao assistir uma aula, você entendeu o assunto. Ao praticar o conteúdo com resumos, mapas mentais etc., você começa a aprender o conteúdo.

O hábito de revisar e praticar os assuntos das aulas é fundamental, porque a cada vez que você dorme, seu cérebro elimina uma boa parte do que entendeu no dia anterior. Por isso, nos dias seguintes, reserve um tempo para revisar de novo suas anotações daquela aula e fazer exercícios. Depois de um tempo o conhecimento estará consolidado e você bem mais confiante para encarar as provas e, claro, manter a motivação no estudo.

3. Reconheça cada vitória e não desista

O pior erro que um estudante pode cometer é desistir. Seja por que acredita que seu sonho é ousado demais, seja porque pensa que não tem a capacidade de aprender.

Como você já sabe, o cérebro aprende aos poucos — isso vale também vale para os hábitos. Então, sua primeira tarefa é desenvolver um novo mindset: você pode aprender e é possível passar no vestibular ou alcançar aquela média tão almejada no ENEM. Se você fizer a sua parte, estudar da forma correta e com qualidade, os resultados chegarão.

Uma ótima maneira de manter-se motivado, além de persistir na ideia de que você é capaz de estudar da forma adequada, é comemorar cada vitória do seu dia.

Comemore o fato de que você conseguiu acertar aquela questão muito difícil de geometria analítica. Fique feliz pelas dezenas de páginas lidas sobre a Revolução Francesa e o resumo que você escreveu com as suas próprias palavras sobre esse assunto. Pule de alegria com o resultado satisfatório de um simulado depois de tanto esforço.

Reconhecer todas essas vitórias diárias, aparentemente banais, vai manter sua energia lá em cima e sua vontade de aprender e se superar cada vez mais.

4. Tenha uma rotina saudável

Por fim, mas não menos importante, considere esse tópico tão negligenciado pelos estudantes.

Cuide bem da sua saúde! Isso mesmo: alimente-se de forma saudável e nas horas certas, durma o suficiente para se manter alerta e com energia, pratique algum exercício físico que o faça se sentir bem.

Tudo isso é tão importante quanto se debruçar sobre uma pilha de apostilas ou a assistir a dezenas de horas de aula. É claro que isso faz parte e é essencial, mas ter qualidade de vida permite que você tenha motivação para continuar na batalha dos estudos.

Outro ponto importante é separar uma parte do fim de semana para conviver com a sua família e amigos. Negligenciar essas relações em sua vida podem torná-lo solitário, mal-humorado e, claro, sem motivação alguma para continuar estudando.

Uma dica valiosa é reservar seu tempo para o que realmente importa. Em vez de permanecer horas e horas nas redes sociais, leia um bom livro, bata um papo com seus amigos, pedale ou caminhe no parque mais próximo da sua casa.

Não estamos falando para você abandonar de vez o Instagram ou o Facebook. Nada disso! Apenas priorize seus momentos de lazer, tão escassos em tempos de estudo para o ENEM, e faça algo que realmente traga controle e satisfação emocional. Isso tudo vai liberar serotonina em seu corpo, um hormônio muito importante para fazer você se sentir feliz e motivado. Pode apostar que os estudos vão fluir bem melhor.

Neste conteúdo você percebeu que estudar exige um bocado de estratégia, organização do tempo e priorização de atividades. Que tal começar hoje mesmo a aplicar algumas dessas dicas e ter mais motivação no estudo?

E você, como é a sua rotina de estudos? Qual a sua maior dificuldade? Deixe um comentário neste post e compartilhe suas experiências com a gente. Bons estudos!