5 dicas incríveis de como ser mais produtivo nos estudos

369

Você fica horas diante dos livros, mas, mesmo assim, tem a impressão de que não aprendeu nada? Infelizmente, isso acontece porque seu jeito de estudar não é tão produtivo como deveria.

Para mudar esse cenário, é importante estar preparado para sair da sua zona de conforto a ponto de abrir mão de alguns hábitos que, até então, pareciam inofensivos, mas, na verdade, são sabotadores da sua rotina.

A produtividade está muito além do tempo de dedicação — na verdade, ela depende muito mais dos métodos utilizados. Quer descobrir como ser mais produtivo nos estudos? Com isso em mente, preparamos este post com informações e 5 dicas incríveis para você alcançar um bom rendimento em seu aprendizado. Acompanhe!

O que é produtividade?

A era digital transformou o modo como consumimos e lidamos com a informação: tudo ocorre de forma rápida e intensa demais. As pessoas estão mais conectadas, apressadas e ocupadas do que nunca, e, muitas vezes, isso é erroneamente visto como um exemplo de produtividade.

Ser ocupado não é sinônimo de ser produtivo. Portanto, a imagem de uma pessoa saturada de afazeres e sempre indisponível por algum motivo maior é uma visão limitada do que é a produtividade.

Nesse sentido, muitas pessoas ficam preocupadas em produzir mais em menos tempo, mas se esquecem de um detalhe essencial: a produtividade é a capacidade de produzir algo, porém, ela não está no excesso, e sim na qualidade do que é feito.

Quais são os principais fatores que atrapalham a produtividade?

1. Interrupções

O lugar onde você estuda tem pessoas que ficam chamando sua atenção e tirando seu foco do que é importante? Ceder às interrupções é um hábito que pode prejudicar muito sua produtividade nos estudos, portanto, é fundamental optar por ambientes silenciosos e tranquilos.

2. Falta de organização

Sua mesa ou escrivaninha é bagunçada e atolada de materiais? Você não tem um plano para orientar seus estudos? Caso suas respostas para essas questões sejam “sim” e “sim”, saiba que a falta de organização e planejamento é outro hábito que está sabotando seu aprendizado.

Além de prezar por um espaço arrumado para não distrair sua atenção, é importante que você defina metas de estudo, planeje a quais conteúdos quer se dedicar e estabeleça prazos para não priorizar algumas matérias em detrimento de outras.

3. Noites maldormidas

A má qualidade do sono é um mau hábito comum para você? Está na hora de mudar isso, pois a falta de sono, bem como o excesso dele, afeta muito mais que seu humor, prejudicando, também, seu raciocínio, memória e metabolismo.

4. Ansiedade e estresse

O estresse e a ansiedade são sentimentos comuns na vida de muitos estudantes, mas é preciso muito cuidado para não ser dominado pelas emoções e prejudicar sua produtividade nos estudos. Para lidar com essa questão, os melhores caminhos são conhecer seus próprios limites, cuidar bem de si e buscar ajuda profissional, caso necessário.

5. Alimentação inadequada

Como anda sua alimentação? Manter a saúde do seu organismo é primordial para um bom rendimento nos estudos, afinal, a deficiência em alguns nutrientes pode contribuir para a falta de foco e cansaço extremo.

Você sabia, por exemplo, que a falta de vitamina D pode afetar sua memória e capacidade de raciocínio? Ou seja, a alimentação saudável é uma grande aliada dos estudos. Existem alimentos, inclusive, que ajudam na fixação do conteúdo e potencializam seu desempenho. Confira algumas boas opções:

  • frutas vermelhas;
  • peixe;
  • oleaginosas;
  • chocolate amargo;
  • abacate;
  • chá mate.

Como ser mais produtivo nos estudos?

1. Defina prioridades

Estabelecer objetivo e prioridades é uma ótima maneira de driblar a procrastinação nos estudos e aumentar a produtividade. Avalie suas necessidades, sonhos e projetos a fim de determinar do que será preciso abrir mão para alcançar os resultados desejados. Afinal, algumas vezes, grandes conquistas requerem pequenos sacrifícios.

2. Tenha uma rotina organizada

Você já sabe o que quer, agora é o momento de planejar como conquistar seu objetivo. Para tanto, o ideal é ter uma rotina organizada e fluida. Tenha uma hora determinada para acordar, comer, estudar, praticar exercícios físicos, dormir e demais tarefas do seu dia a dia. Essa organização contribuirá para sua concentração e aumentará sua produtividade.

Além disso, é bastante interessante montar um plano de estudos para evitar a improdutividade. Uma vez que você já sabe quais são as disciplinas e os temas cobrados no Enem, experimente dividi-los em partes e distribuí-los em blocos de tempo pela semana, seguindo uma ordem lógica de conteúdos. Assim, é mais difícil esquecer de algum tema importante e as disciplinas são fixadas com maior aproveitamento.

3. Estude em um ambiente apropriado

Já falamos que estudar em um ambiente inadequado pode ser um empecilho para sua produtividade, certo? Portanto, a nossa terceira dica é que você busque por um bom local para essa tarefa, ou seja, onde haja tranquilidade, silêncio e nenhuma distração, como aparelhos eletrônicos ou pessoas interrompendo o tempo todo.

Ademais, será ainda mais vantajoso para seu processo de aprendizagem se o lugar escolhido for bem iluminado, arejado e de fácil acesso. Outra sugestão é ter mais de um local para estudos, caso algum deles fique indisponível.

4. Use aplicativos para aumentar sua produtividade

Precisa de uma ajuda extra para manter o foco e o ritmo dos estudos? Atualmente, existem diversas ferramentas para simplificar sua vida, como o Flipd, um app que bloqueia notificações e o uso de outros aplicativos tentadores — o WhatsApp, por exemplo —, e o Forest, cuja proposta é bastante simples: uma semente virtual é plantada na tela do smartphone e, a cada 30 minutos sem usar o celular, uma árvore cresce.

Caso o problema esteja na organização do dia a dia, aplicativos como o Trello e o Evernote são perfeitos para planejar uma rotina, montar um plano de estudos e lembrar demais tarefas que precisam ser cumpridas.

5. Crie um sistema com metas e recompensas

Uma vez que você já tem um cronograma fixo de aprendizado e sabe, exatamente, quais disciplinas serão estudadas e quanto tempo deverá dedicar a elas, está na hora de pensar a longo prazo e traçar métodos para se manter motivado.

Uma possibilidade é a concepção de metas e recompensas, cuja ideia é se presentear com algum prêmio — como ter um tempo maior de descanso — depois de alcançar um determinado objetivo, como resolver uma quantidade específica de exercícios.

Enfim, não podemos esquecer que, hoje em dia, a internet representa uma oportunidade. Para você que está descobrindo como ser mais produtivo, o investimento em cursos online, por exemplo, será uma maneira eficiente de manter o foco e estudar conteúdos verdadeiramente relevantes para seu exame. Afinal, trata-se de uma opção mais prática e adaptável à sua rotina.

Quer arrasar no Enem? Confira 7 dicas de leitura dinâmica!