O universo das universidades

467

O sonho de todos no início do ano que vem é ver a mensagem de aprovado para aquela universidade que tanto deseja. A preparação do ano de pré-vestibular pode ser repleta de dificuldades, mas que são superadas por esse desejo enorme de passar para uma instituição de ensino superior de qualidade do país. No entanto, esse objetivo é repleto de segredinhos que muitos só descobrem quando adentram essas universidades. Mas então, como é a vida de um universitário?

Primeiramente, é importante ressaltar que cada curso e cada instituição possui realidades completamente diferentes, porém alguns aspectos são universais a esse novo período na vida de um estudante. A mentalidade de um aluno de Ensino Médio muitas vezes prejudica o universitário nos primeiros momentos na faculdade e algumas coisas precisam ser planejadas para evitar transtornos maiores.

Dentre as maiores dificuldades está o custo, e isso não está restrito apenas para aqueles que desejam uma instituição privada. Por mais que você possa estar prestando vestibular para uma universidade pública, os custos do cotidiano universitário são altos também. Passagem de transporte, alimentação, material, xerox. Tudo isso entra na balança de gastos que, todos somados, acabam pesando significativamente no bolso, ainda mais se você está planejando mudar de cidade.

Outro fator complicado também é o primeiro contato com o mundo acadêmico. A relação professor/aluno, de maneira geral, torna-se algo mais formal – verdade que rodeado de muitos mitos – e a produção do aluno tem que adequar a isso. Ademais, a questão da linguagem acadêmica também precisa ser trabalhada e reformular a famosa “escrita de redação do ENEM”.

No entanto, as qualidades também são diversas. Além de estar focando em uma área de suposto interesse pessoal, a universidade também pode ser um lugar de autoconhecimento em relação aos seus interesses tanto acadêmico quanto profissional. Os caminhos que se abrem ultrapassam aquelas listas formuladas de “possíveis carreiras para a área” de uma pesquisa no Google.

Outro ponto é a autonomia que as universidades proporcionam para o estudante, algo inédito frente a uma vida de escola. Por mais que haja toda uma grade oficial e recomendações de ementas das matérias, a liberdade que o universitário possui de ele próprio montar a sua universidade faz com que esse ambiente torne-se uma experiência única. Lembrando que o período de graduação é bem longo.

Sem dúvidas, a realidade universitária é uma experiência única que torcemos muito para que todos vocês possam experimentar. Diversas dificuldades vão se apresentando e é por isso que é muito importante que o estudante escolha aquilo que realmente gosta, pois senão, a vontade de desistir e o desânimo vão transformar o cotidiano em um ambiente insuportável.

Gostou das dicas? Venha conferir a preparação completa!

COMPARTILHE
Artigo anteriorTrabalho e Dignidade
Próximo artigoBenefícios de estudar com metas
Graduando em História na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É mais ligado à área de humanas e atua hoje como monitor de História no QG do ENEM e estagiário em Marketing. Além de ser apaixonado por cinema, ama Mitologia e sua meta de vida é viajar pelo mundo.