Enem 2017 – Como usar a TRI a seu favor?

A variável tempo no Enem merece bastante atenção

1097

Saiba como você pode se beneficiar da Teoria de Resposta ao Item.

Uma boa preparação para o Enem deve contar com uma estratégia de estudos e de execução da prova. Entender o principal pressuposto da TRI é o primeiro passo.

Segue abaixo um estudo baseado nos dados do Enem 2012. Nesse estudo, as 45 questões da prova de Matemática foram organizadas da seguinte forma: (as 20 mais fáceis, as 20 de dificuldade média e as 20 mais difíceis). Além disso, foram considerados alguns cenários em que um candidato acertaria apenas 20 questões

É possível notar que a falta de coerência dos dois últimos cenários (muitos erros nas questões mais fáceis), impacta bastante no desempenho, mesmo que o número de acertos em cada cenário tenha sido o mesmo. Isso acontece porque se espera que um candidato bem preparado tenha mais acertos concentrados no grupo das questões mais fáceis e que seus erros concentrem-se nas mais difíceis. Dessa forma, a TRI diferencia os candidatos pela coerência de seus acertos e erros.

A Variável Tempo

A variável tempo no Enem merece bastante atenção. O candidato tem, em média, 3 minutos para resolver cada questão (ler enunciado, resolver o problema e passar a resposta para o cartão). Sem falar da prova de redação que deve ser realizada dentro de 1 hora.

De forma prática, se não há tempo, alguns candidatos acabam chutando algumas (ou muitas) questões e, assim, erram mais do que acertam. Naturalmente, o chute faz com que um estudante bem preparado acabe errando itens que conseguiria fazer se tivesse tempo, diminuindo seu grau de proficiência (no chute, aleatório, estima-se que, a cada cinco questões, uma seja acertada e quatro sejam erradas).

Já deu para perceber que controlar o tempo é um dos principais quesitos para se obter um resultado excelente no Enem. Alguns pontos podem tornar o tempo traiçoeiro. Por exemplo, demorar mais que 3 minutos em algumas questões, levar mais de 1 hora para fazer a redação, dentre outros. Então, faça uma ótima redação e acerte a maioria das questões fáceis, para aumentar a coerência do resultado.

Vamos de dicas?!

1.Ordem de realização das provas: comece pela área de conhecimento que você domina. É claro que isso depende do gosto pessoal!

2.Questões: pule as questões que são mais demoradas ou que não sabe resolver (marcando essas questões com um X, por exemplo). Dessa forma, é mais provável que as questões mais fáceis sejam acertadas, aumentando a coerência do resultado. Depois, faça as questões que marcou com um X, sem exceder o tempo previsto para cada área.

3. Redação: o recomendável é não passar de 1 hora, porém, devido ao peso da prova de redação no Sisu, é aceitável chegar em 1h15. É válido apontar que a cada 30 minutos gastos a mais na redação significam 10 questões chutadas em média.

Adaptações são sempre possíveis (e bem vindas!), mas não deixe de treinar com simulados e edições anteriores do exame. Não tenha medo de tentar novas estratégias para descobrir qual se encaixa no seu perfil.

Saiba mais sobre a TRI aqui.