Dia do Orgulho LGBT: personalidades que fizeram história

364

Desde o dia 28 de junho de 1969, os outros 28 de junho nunca mais foram os mesmos. O fato histórico conhecido como Revolta de Stonewall marcou e marcará para sempre esse dia para toda a comunidade LGBT. Atos de resistência diante da política opressora dos Estados Unidos na década de 60 mostraram que tudo o que estava acontecendo deveria acabar. As diferenças deveriam ser respeitadas, quer queiram ou não. Quando abordados em um bar, em Manhattan, para serem presos por estarem consumindo bebida alcoólica – o que não era permitido pelo governo -, jovens gays resistiram a prisão e tiraram autoridade dos policiais. Esse ato de resistência durou vários dias e fez com que a população do bairro em que se localizava o bar Stonewall Inn ficasse ao lado dos ativistas. Em 24 de junho de 2016, o até então atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou Stonewall Inn um monumento nacional.

Jovens diante da opressão policial americana.

Antes de explicar o porquê desse dia ser tão importante (🏳‍🌈💜), vamos às personalidades que antes e depois disso fizeram história:

Leonardo da Vinci (1452-1519)

Leonardo da Vinci (1452-1519): O artista que marcou o mundo das artes com quadros famosos, como Monalisa, teve sua sexualidade reprimida e foi perseguido após uma denúncia.

Nicolau Maquiavel (1469-1527)

Nicolau Maquiavel (1469-1527): O autor de “O Príncipe” e conhecido como um dos principais cientistas políticos da história mundial teve de esconder sua sexualidade durante toda a vida.

Margaret Mead (1901-1978)

Margaret Mead (1901-1978): Mead é a mais famosa e reconhecida antropóloga americana. Ela ficou conhecida por relatos de experiências sexuais de culturas asiáticas e do Pacífico Sul. Em uma de suas obras, Margaret Mead chega a mencionar um relacionamento com uma instrutora. Mas a autora nunca assumiu sua orientação sexual.

Sara Josephine Baker (1873-1945)

Sara Josephine Baker (1873-1945): Foi a primeira mulher americana a alcançar um doutorado em Medicina. Ela ajudou comunidades de imigrantes em Nova Iorque e seus últimos anos de vida foram ao lado de sua companheira e romancista Ida Alexa Ross Wylie. 💜

Alan Turing (1912-1954)

Alan Turing (1912-1954): Turing foi o pai da computação e desempenhou um trabalho importantíssimo na Segunda Guerra Mundial, onde trabalhou para a Inteligência Britânica para decifrar códigos de mensagens secretas dos alemães. Em 1952, dois anos antes de sua morte, foi processado e obrigado a fazer tratamento com hormônios femininos e castração química. 🙁

Oscar Wilde (1854-1900)

Oscar Wilde (1854-1900): Wilde ficou famoso por suas obras dramaturgas. Ele foi julgado e condenado por ser gay e foi obrigado a cumprir atividades forçadas por “cometer atos imorais com diversos rapazes”. Após sair da prisão, viveu pouco mais de 3 anos e nesse meio tempo viveu na pobreza. 🙁

Virginia Woolf (1882-1941)

Virginia Woolf (1882-1941): Woolf marcou o modernismo do século XX. Sua orientação sexual nunca foi abertamente divulgada, mas suas cartas deixaram o registro de um longo romance com a romancista Margaret Howard. Nós falamos mais sobre Virginia Woolf aqui.