Tudo o que você precisa saber sobre a redação Unicamp para mandar bem na hora da prova!

redação Unicamp: uma pessoa escrevendo uma redação.

Redação Unicamp? Bom, você certamente já ouviu falar da Unicamp, não é? Além de ser uma das grandes faculdades públicas do estado paulista (juntamente com a USP, Unesp e Univesp), ela é também considerada uma das melhores universidades do país e da América Latina. 

A universidade conta, atualmente, com aproximadamente 34 mil alunos matriculados. E no ano de 2020 teve 77.653 mil inscritos para o vestibular. 

Além disso, a instituição é responsável por cerca de 15% da produção científica brasileira. Ela produz mais patentes que qualquer outra organização de pesquisa brasileira, ficando atrás somente da Petrobras. 

Bom, com todas essas informações fica claro o motivo da tamanha concorrência nos processos seletivos realizados anualmente pela universidade. Por isso, visto que se trata de uma prova rigorosa, uma boa preparação e rotina de estudos é fundamental para conquistar uma vaga.

Uma das etapas fundamentais no processo de aprendizagem de quem pretende prestar Unicamp é a redação. Pensando nisso, nós do QG do Enem preparamos esse artigo contendo tudo o que você precisa saber sobre a redação Unicamp para mandar bem na prova. Se liga aí! 

redação unicamp
Créditos da imagem: PantherMediaSeller/ deposithphotos

Como é a prova da Unicamp? 

De maneira geral, a prova da Unicamp é composta por três fases. As duas primeiras são iguais para todos os candidatos, sendo a terceira específica de acordo com a área profissional escolhida. 

A primeira prova é composta por 90 questões objetivas de conhecimentos gerais. A segunda é apenas para os alunos que obtiveram uma boa nota na primeira etapa, e é composta por questões discursivas sobre conhecimentos gerais.

Aqui chega a parte que nos interessa: a redação! Pois, é na segunda etapa da prova, juntamente com as questões discursivas, que ela está presente. Bora saber todos os detalhes de como funciona a redação Unicamp!  

Como funciona a redação Unicamp? 

Anteriormente, a Unicamp cobrava dos candidatos duas redações, sendo cada uma delas com temas e gêneros distintos. Ou seja, o aluno deveria fazer dois textos durante o processo seletivo. 

Porém, no ano de 2019, houve uma grande mudança: os alunos puderam optar por apenas uma das redações. Se antes o aluno deveria redigir duas redações, agora ele tem a possibilidade de escolher a que se sentir mais à vontade para escrever, seja pelo gênero ou tema. Isso já ajuda bastante, não é verdade? 

Qual é a estrutura da redação Unicamp?

Diferente do que costumamos ver em outros vestibulares, como o Enem, por exemplo, que adota o gênero dissertativo argumentativo todos os anos, a Unicamp não possui um padrão. 

Isso quer dizer que a cada ano são cobrados temas e gêneros textuais diferentes. Por isso, estar atento a diferentes tipos de textos, como resenha, carta, charge, dissertativo, resumo etc, e se atentar às variedades da linguagem, como formal e informal, é fundamental para fazer uma boa redação.  

Logo, a dica é: não foque seus estudos em um modelo pré-definido de texto, mas estude de forma geral a língua portuguesa, variedades linguísticas e gêneros textuais.

Para entender melhor esse caráter variado da redação Unicamp, vejaos últimos tipos de textos cobrados em anos anteriores:

  • 2020: roteiro de podcast ou crônica sobre o tema micromachismo na sociedade;
  • 2019: elaboração de um abaixo assinado, ou um comentário para um fórum de uma rede social sobre o tema doutrinação ideológica na sala de aula e a relação entre o Índice de Desenvolvimento Humano e o comportamento do Produto Interno Bruto;
  • 2018: roteiro de palestra e artigo de opinião sobre o tema discurso de ódio;
  • 2017: carta argumentativa e texto de apresentação de divulgação de uma campanha sobre o tema imigração e campanha de doação;
  • 2016: resenha de uma fábula e artigo de divulgação de um trecho do livro do neurocientista António Damásio; 
  • 2015: carta de convocação e síntese sobre o tema humanização do atendimento à saúde;
  • 2014: elaboração de um relatório e uma carta aberta sobre os problemas de trânsito na sociedade. 

Mas por que a redação Unicamp cobra gêneros textuais variados?

Para alguns especialistas em linguística, muito mais do que saber escrever um texto sobre um assunto e de gênero pré-definido, é imprescindível saber se inserir em diversos cenários e contextos e conduzir a escrita a partir disso.

Por esse motivo, a universidade não revela quais são os temas e gênero cobrados nos processos seletivos. Pois espera-se que o aluno demonstre sua capacidade de leitura, interpretação e pense de maneira estratégica para se adaptar aos gêneros avaliados. 

Como se preparar para a prova de redação Unicamp? 

Apesar da redação Unicamp ser diferenciada dos demais vestibulares, as dicas de estudo, de maneira geral, permanecem as mesmas. Ou seja, é necessário ficar atento às regras gramaticais da língua portuguesa, conhecer mecanismos linguísticos e diversos tipos de gêneros textuais, estudar figuras de linguagem e refazer redações das edições anteriores.

Além disso, se atende ao parágrafo com as instruções da proposta de redação e como ela deve ser feita, pois é ali que estão todas as informações necessárias para redigir o texto. É muito importante que o texto contenha todas as demandas solicitadas neste parágrafo. 
Agora que você já sabe um pouco mais sobre a redação Unicamp, que tal dar continuidade aos seus estudos lendo o nosso próximo artigo do blog sobre o tema conectivos de adição e a usá-los da maneira correta!

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp