Quem foi: Vladimir Lenin

7888

Quem foi Vladimir Lenin?

Nascido em 22 de abril de 1870 ao leste de Moscou, Lenin nasceu em uma família de classe alta e durante sua adolescência presenciou a morte de seu pai e de seu irmão. Durante sua juventude, procurou companhias cada vez mais radicais para pôr em prática toda a angústia relacionada a esses acontecimentos. Aos 17 anos, ingressou na Universidade de Kazan mas foi expulso por movimentação extremista e desordem no campus. O gosto pela leitura desenvolveu-se durante esse período conturbado e foi quando Lenin conheceu a obra “O Capital” de Karl Marx.

Lenin se identificou com as teorias de Marx, principalmente com “a luta de classes” e de como o capitalismo poderia desenvolver as vertentes do comunismo e do socialismo. Durante os seus 20 e poucos anos, Lenin trabalhou em um pequeno fórum na Rússia e radicalizou-se no Marxismo. Foi então que decidiu traduzir textos de Marx e Friedrich Engels. Após esse período, se mudou para São Petersburgo idealizando pôr em prática a teoria de luta de classes de seu autor preferido. Suas atitudes, sempre extremistas, o levaram a ser condenado e exilado por 3 anos para a Sibéria, onde conheceu sua companheira de toda a vida Nadežda Krupskaja. Durante esse período, escreveu sua obra “O Desenvolvimento do Capitalismo na Rússia”.

De volta a Europa, mais precisamente na Suíça, tornou a se envolver com grupos marxistas que pensavam da mesma forma que ele. Em 1903, formou a facção conhecida como Bolcheviques (em russo significa “a maioria”) e aproveitou-se da primeira Revolução Russa de 1905 para tentar trazer a população para o movimento, mas a tentativa não obteve sucesso. Durante a Primeira Guerra Mundial, quando já era conhecido como líder socialista, tentou novamente conseguir a concretização da luta de classes, mas também não obteve sucesso.

Lenin e os Bolcheviques.

Durante a Revolução de Fevereiro em 1917, o Czar da Rússia teve de se abster do poder e foi então que o caminho político do país mudou, tornando-se uma Rússia Republicana. Os alemães viram uma oportunidade de tirar a Rússia da Segunda Guerra e solicitaram a presença de Lenin para criar uma revolução marxista em Petrogrado, na Rússia. Devido a esse fato, para o governo russo, ele era alemão infiltrado e logo depois foi cassado do país.

Em outubro de 1917, voltou a Petrogrado e conseguiu derrubar o governo provisório que atuava na Rússia com a ajuda do seu Comitê Militar Revolucionário, criado nesse mesmo ano. Foi então que aconteceu a “tão sonhada” luta de classes com o nome de Revolução de Outubro de 1917.

Vladimir Lenin.

A burocracia do novo estado russo fez com que, nos anos seguintes, a economia do país ficasse cada vez mais afetada. A pobreza e a fome faziam parte da realidade russa, assim como a desigualdade. Lenin, com seu pensamento radical, criou o “Terror Vermelho”, já que para ele o terror e a violência eram a forma de impor que o pensamento comunista estava atuando no país. A religião quase foi extinta, as mortes cresciam cada vez mais e os partidos de Direita e Esquerda entravam em conflitos. Toda a Europa teve influência do pensamento extremista comunista de Lenin e novos grupos de Bolcheviques foram surgindo.

Em 1922, Vladimir Lenin sofreu seu primeiro acidente vascular cerebral (AVC), o que debilitou bastante sua saúde, mas ainda assim não o fez sair do poder. Em 21 de janeiro de 1924, morreu após entrar em coma, aos 53 anos.

O poder da Rússia ficou na mão de Stalin, mas sobre ele a gente fala em outro post 😉