Os perigos das fake news

Entenda os perigos das notícias falsas e como elas atuam na sociedade

251
Postado: 7 de outubro, 2020
fake news

O fenômeno das fake news ganhou uma enorme proporção a partir de 2018 e se tornou um tema amplamente discutido. As mentiras e notícias falsas já existem como instrumento de manipulação há séculos, no entanto, é no século XXI que sua disseminação é intensificada a partir do uso de aparelhos digitais. Dessa forma, tratando as fakes news como um possível tema da redação ENEM de 2021, nós do QG trouxemos algumas dicas e discussões que podem te ajudar na hora da prova. Confira! 

NOTÍCIAS FALSAS COMO INSTRUMENTO POLÍTICO

Durante as eleições de 2018 tanto no Brasil, quanto nos EUA, diversos candidatos foram alvos de investigação por utilizarem notícias falsas para promoção de suas candidaturas. Através de redes sociais como Whatsapp e Facebook, diversas pessoas foram bombardeadas com informações absurdas e sem o menor compromisso com a verdade, e acabaram absorvendo isso para si, sem verificar outras fontes. De maneira análoga a esse quadro, podemos utilizar a Alegoria da Caverna de Platão como forma de explicitar esse fenômeno. As fake news são sombras distorcidas da realidade e, se não refletirmos de maneira crítica sobre as informações que recebemos, estamos fadados a ficarmos presos em um mundo de mentiras. Para isso, devemos sempre buscar a luz e a razão, e não cedermos a notícias sensacionalistas e apelativas. O senso crítico e a curiosidade de estar sempre pesquisando podem ser ótimos aliados! 

fake news

OS INFLUENCIADORES DIGITAIS E AS FAKE NEWS

As fake news não se caracterizam apenas por uma forma de manipular um pensamento político, mas também de influenciar comportamentos. Com a ascensão dos influenciadores digitais em plataformas como o Instagram, houve também a ascensão de informações distorcidas, irresponsáveis e mentirosas, o que muitas vezes pode ser muito nocivo para quem acompanha. Exemplos disso são influenciadores que divulgam dietas malucas, receitas caseiras prejudiciais a saúde, produtos falsificados e até mesmo a promoção de uma rotina e estilo de vida desconexos com a realidade humana. 

Para ajudar a desenvolver uma redação sólida com o possível tema fake news, o professor do QG do ENEM, Tony Gomes, apresentou algumas dicas para construir seu texto. Segundo ele:

“Algumas pessoas pensam que fake news é algo recente, só que na verdade as notícias falsas começaram há muito tempo. Para ser sincero, elas datam lá do período Medieval e podemos usar como exemplo o Iluminismo, a Reforma Protestante e até mesmo a questão do desenvolvimento da escrita, pois já que os fatos não eram escritos e documentados, as pessoas podiam passar isso oralmente de forma distorcida ou mentirosa.”

“Além da criação dos jornais e revistas a internet foi o principal meio de impulso das fake news. […] Aí vem aquela questão: o lobo vai se alimentar daquilo que ele mais gosta, com isso há pessoas que tendem a ouvir e dar mais valor a uma fonte de notícia do que outra, mesmo sabendo que ela não é verídica.”

No que se refere ao repertório sociocultural, o professor Tony deixou a seguinte dica:

“Ana Carolina com a música “notícias populares”, uma música que vai retratar a influência das notícias na vida de um cidadão comum é um ótimo instrumento em sua redação”