Órgãos Homólogos x Análogos

Entenda a diferença entre homologia e analogia, conceitos muito presentes nas provas de vestibulares.

333
Órgãos Homólogos x Análogos

Existe na biologia, e no estudo da origem e evolução da vida, o que chamamos de evidências evolutivas. Hoje conhecemos muitas evidências (fósseis, órgão vestigiais) e uma delas diz respeito a estrutura/órgãos dos seres vivos. Dentro disso, existem dois conceitos muito famosos: Homologia e Analogia. 

Órgãos Homólogos x Análogos

Órgãos Homólogos: São aqueles que possuem a mesma origem embrionário e estrutura anatômica, ou seja, derivaram de um mesmo ancestral evolutivo (homo=igual, ancestral igual) e estão presentes em diferentes espécies.

Podem exercer a mesma função nessas espécies ou funções diferentes, como no caso do braço do homem, a nadadeira da baleia, a asa do morcego, etc. Nesses casos em que há distinção de funções, chamamos de Irradiação/Divergência Evolutiva, porque a característica mesmo vindo de um mesmo ancestral, se adaptou de forma diferenciada para as espécies descendentes por conta de fatores de pressão seletiva (habitat, clima, mutações, etc). A homologia é considerada uma evidência muito clara de evolução biológica e diz respeito à ancestralidade. 

Órgãos Análogos: São aqueles que possuem a mesma função em diferentes espécies, entretanto, suas origens embrionárias e anatomia são distintas, ou seja, trata-se de ancestrais diferentes.

Nesse caso, dizemos que houve uma Convergência Adaptativa, porque duas espécies com ancestrais diferentes convergiram de modo a possuir uma mesma capacidade, por exemplo: a asa da ave e a da borboleta possuem diferentes origens embrionárias, mas as duas permitem a capacidade de voar, porque elas evoluíram com pressões seletivas semelhantes. Isso significa que voar garantiu a sobrevivência dessas espécies (seleção natural) em ambientes/habitats provavelmente similares.

A analogia tem a ver com evoluções adaptativas e não ancestralidade. Ela mostra a inteligência da natureza, pois uma característica favorável além de se manter e se propagar, aparece mais de uma vez em diferentes espécies. Para mais dicas de biologia, clique aqui!

Continue acompanhando nossas dicas e conheça nossos cursos clicando aqui!

COMPARTILHE
Artigo anteriorTipos de sujeito
Próximo artigoPREMONIÇÃO ENEM
Avatar
Graduanda em Ciências Biológicas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É apaixonada por biologia, música, cinema e viajar.