O Império Inca

1901

Os Incas formaram o maior império do hemisfério oeste com quase 10 milhões de pessoas. Eles habitavam uma área de 900.000 km2 que possuíam construções de enormes centros administrativos, templos, longas estradas e sistemas de canais. Tudo isso, em locais isolados sem conhecer a roda, o ferro e até mesmo a linguagem escrita. Apesar disso, no século XV, o império inca encontraria seu fim.

O Surgimento Inca

De acordo com a lenda, os ancestrais dos líderes incas foram criados por Inri, o deus sol, e saíram de uma caverna chamada Tambo Toco. O líder com seus quatro irmãos e quatro irmãs se chamava Ayar Manco. Ele carregava um cetro de ouro com instruções para achar um lugar onde o objeto seria fincado no chão, pois este seria um solo fértil. Após uma extensa procura, Ayar e seus irmãos chegaram ao Vale de Cusco, onde obtiveram sucesso. Após lutar com população local, sua capital foi fundada. A partir desse momento, Ayar Manco virou Manco Capac, o primeiro Sapa ou rei Inca.

Evidências arqueológicas sugerem que os primeiros Incas se instalaram em Cusco por volta do ano de 1200. O reino se manteve pequeno até 1438, quando eles quase foram invadidos pela tribo vizinha chamada Chanka. Com medo, o rei Viracocha e seu herdeiro fugiram, porém um de seus filhos continuou na cidade e combateu os inimigos. Assim, ele virou o nono rei Inca, carregando o nome Pachacuti (que significa cataclisma). Ele expandiu o território inca pela Cordilheira dos Andes e transformou o reino por meio de diversas reformas.

Fortalecimento do Império

O território inca passou a ser dividido em quatro partes, cada uma com seu governador que se reportava diretamente ao rei. Apesar não terem uma escrita, eles usavam um sistema complexo de nós em linhas chamado quipu para gravar números e possivelmente outras informações. Utilizavam uma burocracia baseada em casas decimais que permitia o sistema de arrecadação de impostos. Em troca, o governo fornecia segurança, infraestrutura e alimentos, com grandes armazéns para épocas de necessidade.

Grandes terraços e áreas de irrigação foram construídos e várias plantações cresciam em diferentes altitudes para serem transportadas por todo o império. Foi durante o reinado de Pachacuti que Machu Picchu foi construído. Seu filho, Topa Inca, continuou a expansão militar do império e se tornou o imperador em 1471. No final de seu reinado, os incas dominavam grande parte do oeste da América do Sul.

A Queda

O sucessor de Pachacuti, Huayna  Capac, entrou no poder em 1493 e ficou até 1524 quando morreu devido a uma febre. A presença dos colonizadores europeus no Caribe trouxe doenças que as pessoas nativas não possuíam resistência. Milhares de pessoas morreram graças a esse fato, incluindo o herdeiro de Huayana.

O trono vazio gerou uma guerra civil entre os dois irmãos sobreviventes, Atahualpa e Huascar, enfraquecendo o poder do império. Em 1532, após vencer a guerra inca, Atahualpa e seu exército encontraram os invasores europeus. Mesmo com o um exército menor, Francisco Pizarro e seus soldados impressionaram os incas com seus cavalos e armas, artefatos que nunca tinham sido vistos antes por essa população.

Atahualpa foi detido e assassinado um ano depois. Os conquistadores ficaram abismados com Cusco. Pizarro descreveu a capital sendo tão bonita que seria marcante mesmo na Espanha. A capital inca caiu e sua população foi destruída pela guerra civil e pelas novas doenças. Alguns incas foram para uma nova capital em Vilcabamba e resistiram por mais 40 anos. Entretanto, em 1572, os espanhóis derrotaram toda resistência junto com muito dos legados cultural e físico dos incas. Assim, o império inca foi derrotado mais rapidamente do que seu surgimento.