O ENEM vai mudar com as recentes atualizações políticas?

2757

As últimas notícias políticas a respeito do papel do Ministério da Educação (MEC) e o órgão que produz a prova do ENEM geraram algumas preocupações aos vestibulandos que sentem receio de uma mudança estrutural no exame desse ano. Mas eai, o ENEM vai mudar com as recentes atualizações políticas?

Primeiramente, é importante ressaltar que isso não deve interferir a sua maneira de estudo e nem sua preparação, já que o importante é dominar o conteúdo, pois assim, não importa a maneira como ele será cobrado, que o aluno preparado saberá responder. No entanto, de qualquer forma, vale a pena acompanhar os passos atuais que o cenário da educação no país está tomando.

Mas o que está acontecendo??

O recém-eleito governo federal prometeu uma ruptura com uma – afirmada por eles – doutrinação presente na cobrança de conteúdos no ENEM segundo o projeto educacional da pauta política eleita. O projeto “Escola Sem Partido” defendido na Câmara dos Deputados pode modificar a estrutura educacional do país e, consequentemente, afetar o ENEM.

A última polêmica foi em relação à questão da prova de 2018 que abordava, na parte de Linguagens, uma interpretação a respeito de dialetos de certas comunidades LGBT’s. O próprio presidente Jair Messias Bolsonaro veio a público afirmar que acreditava ser um desserviço à formação do aluno a cobrança daquele tema, prometendo mudanças para o ENEM 2019.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, bateu de frente e afirmou que o governo federal não terá poder de alterar o ENEM. No entanto, após essas declarações, o governo Bolsonaro a exonerou do cargo e a substituiu por Murilo Resende – alinhado com as diretrizes ideológicas da posição defendida pelo presidente.

Além disso, Bolsonaro ainda afirmou que o ENEM 2019 receberia uma supervisão pessoal final antes da prova ser aplicada. Nunca na história do exame, ele fora checado por qualquer presidente da República e isso pode sim gerar mudanças.

Por outro lado, em nossa Constituição de 1988, a liberdade de educação é assegurada, o que de alguma forma impediria o avanço do projeto educacional do governo. No entanto, por agora, é muito difícil afirmar ao certo se teremos mudanças estruturais na prova, pois os fatos ainda estão se desenrolando e temos que ir acompanhando os rumos.

Por fim, vale lembrar que o ENEM sofrerá mudanças para sua edição de 2021. Não sabia? Relaxa, não irá te atingir, porém para saber mais, clique no link.

Acompanhe o blog para ficar por dentro das atualizações a respeito do ENEM e vestibulares!