Leitura e Artes

679
artes

Não é novidade para ninguém que a prova de linguagens do ENEM abrange muito mais que só Lingua Portuguesa. Mas você sabia que entre 2009 e 2016, 12,3% das questões foram sobre leitura e artes? Isso significa 80 QUESTÕES só desse assunto! Pensando nisso, o QG do enem elaborou uma matéria sobre as vanguardas artísticas que mais caem no exame, para você dar aquele up na nota final!

 

  1. ARTE CONTEMPORÂNEA

A arte contemporânea surgiu após a Segunda Guerra Mundial, na década de 1960, e sua produção artística se estende até os dias atuais. Quando surgiu, rompeu com algumas concepções da arte moderna, o que permitiu a configuração de uma nova mentalidade no mundo da arte. Esse movimento artístico tem como principal intuito, a valorização do conceito – ideia – da obra, e não necessariamente do objeto final. Para isso, os artistas contemporâneos criaram novas técnicas e expressões e atrelaram ao caráter experimentalista e inventivo, dos modernistas.

As principais características dessa expressão artística são:

– Integração entre linguagens artísticas – música, dança, teatro entre outros

– Liberdade artística

– Interatividade das obras

– Questionamentos da definição de arte

– Uso de materiais não convencionais nas produções artísticas

– Uso de novas tecnologias e mídias

– Afinidade com a cultura popular

 

  1. MODERNISMO EUROPEU

O Modernismo Europeu, tem início na primeira metade do século XX e está inserido em um contexto histórico de avanço tecnológico e científico. É nesse momento também que a Europa sofre grandes impactos, principalmente após a Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa. Esse movimento artístico, tinha como principal intuito romper com as concepções tradicionais de arte, e fazer oposição a arte academicista, que é a arte regrada e convencional. 

No entanto, é fundamental para responder as questões sobre Modernismo Europeu no Enem, que você tenha estudado as vanguardas que estão inseridas nesse momento histórico. São elas: 

– Expressionismo

– Cubismo

– Futurismo

– Surrealismo

– Dadaísmo 

– Fauvismo 

 

  1. MODERNISMO BRASILEIRO

No Brasil, o modernismo foi impulsionado em 1922 após a Semana de Arte Moderna, que ocorreu em São Paulo. Os artistas envolvidos nesse evento propunham uma nova concepção de arte, que embora fosse estimulada pelas tendências das vanguardas europeias, tinha o intuito de criar uma arte genuinamente brasileira. 

Suas principais características são:

– Experimentalismo estético

– Temas extraídos do cotidiano

– Nacionalismo

– Uso de ironias, humor e paródias

– Presença de versos livres, ausência de pontuação e abandono de formas fixas

– Busca pela linguagem brasileira

É importante lembrar também que o Modernismo teve três importantes fases. Durante a 1ª fase os artistas buscavam uma renovação, e por isso essa fase foi considerada a mais radical. Na 2ª fase ou fase de consolidação, houve a busca por temáticas nacionalistas e regionalistas. Por fim, a 3ª fase é considerada a pós moderna, e retorna ao experimentalismo. 

Por fim, é indispensável compreender que a arte desempenha um papel fundamental na educação e no nosso cotidiano. Saber reconhecer as vanguardas artísticas nos permite compreender melhor nossa história e nossa cultura e, consequentemente, nossa identidade. Além disso, é através dela que conseguimos transpor as barreiras linguísticas e nos comunicarmos com o mundo de uma maneira única, que nem sempre é possível somente com palavras. 

Continue acompanhando nossas dicas e conheça nossos cursos clicando aqui!