Entenda a diferença entre os movimentos retilíneos

Entenda um pouco mais sobre os movimentos retilíneos, uniforme e uniformemente variado, com fórmulas para arrasar nas suas provas!

226
Postado: 8 de setembro, 2020
movimentos retilíneos

Cinemática é uma das áreas de física que mais tem presença garantida em provas de vestibulares e, por ser um campo muito amplo, às vezes surgem certas dificuldades em entender os tópicos relacionados. Os movimentos retilíneos, uniforme e uniformemente variados, aparecem de forma constante nos exames, tornando-se até uma figurinha carimbada. Logo, veremos qual a diferença entre esses dois tipos de movimentos retilíneos.

Primeiramente, os movimentos retilíneos são caracterizados por se deslocar apenas em uma trajetória reta, onde a direção do vetor velocidade é constante; ou seja, se um objeto percorre uma linha reta com velocidade não nula, seu movimento se enquadra em um movimento retilíneo. Nesse caso, estudaremos dois tipos de movimento retilíneos, sendo eles: retilíneo uniforme e retilíneo uniformemente variado.

movimentos retilíneos

O primeiro deles, o movimento retilíneo uniforme, ou MRU, consiste em um movimento em trajetória reta que não varia a velocidade do corpo – modulo, direção ou sentido. Os intervalos de tempo percorridos pelo objeto em MRU são sempre iguais, a distância percorrida também é igual. Por exemplo: se um carro na estrada mantém a mesma velocidade durante um trajeto reto, ele está em um movimento retilíneo uniforme.
Os movimentos desse tipo podem ser progressivos, quando a velocidade é maior que zero, ou retrógrado, quando a velocidade é menor que zero.
A fórmula que retrata um MRU é a função horária, conhecida como “sorvete”:

s = s0 + v.t

onde, s = distância, medido em metros(m)
s0 = distancia inicial, medido em metros(m)
v = velocidade, medido em metros por segundos(m/s)
t = tempo, medido em segundos(s)

O segundo dos movimentos retilíneos, o uniformemente variado, ou MRUV, consistem em um movimento em trajetória retilínea onde a aceleração é constante e a velocidade varia de acordo com o tempo. O MRUV pode ser acelerado, quando a velocidade cresce em função do tempo ou retardado, quando a velocidade diminui em função do tempo. Sua formula é:

V = vo + a.t

onde, v = velocidade, medida em metros por segundo(m/s)
vo = velocidade inicial, medida em metros por segundo(m/s)
a = aceleração, medida em metros por segundo ao quadrado(m/s²)
t = tempo, medido em segundos(s)

Por fim, todo objeto que cai sofre um MRUV, considerando sua velocidade inicial igual a zero, o objeto é atraído pela gravidade da Terra, fazendo um trajeto retilíneo do ponto onde foi solto até sua aterrissagem no solo.

Curtiu as dicas? Acompanhe o Blog do QG do Enem clicando aqui, e não deixe de conferir o Combo Super Exatas QG do Enem, onde tratamos sobre física, química e matemática de forma mais aprofundada, com correção de redação e resumão sobre os assuntos. Clique aqui para saber mais!