Enem 2017: redações serão corrigidas pela Vunesp

4303

O Enem 2017 terá mudanças na correção da redação. A partir desta edição, a fundação responsável pelo Vestibular da Universidade Estadual de São Paulo (Vunesp) ficará responsável pela correção e aplicação da prova de redação do exame.

Até o ano passado, a instituição responsável pela correção das provas do Enem era o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe.

Recentemente, a Vunesp participou de outros processos seletivos exercendo funções semelhantes, como o Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp/SP), o Sistema Paraense de Avaliação Educacional (SisPAE), o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) e a Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem).

Além disso, as fundações Getúlio Vargas e Cesgranrio também passaram a ser responsáveis pela aplicação e correção das provas de Linguagens, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza no Enem 2017.

Veja as outras mudanças no Enem 2017

Dias de aplicação do ENEM 2017

Enem 2016: Nas últimas edições, as provas eram todas aplicadas em um final de semana, a primeira prova no sábado e a segunda no domingo.

Enem 2017: Neste ano, o Enem será aplicado em dois domingos consecutivos: 5 e 12 de novembro.

Nova divisão das provas do exame

Enem 2016: No 2º dia da prova, as provas de Redação, Linguagens e Matemática eram aplicadas com 5h30 de duração.

Enem 2017: A prova de Redação será aplicada no 1º domingo, junto com Linguagens e Ciências Humanas, com duração de 5h30. No 2º domingo, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza, com o tempo de 4h30.

Certificação do Ensino Médio

Enem 2016: De 2009 a 2016, o Enem podia ser utilizado para obter a certificação de conclusão do ensino médio.

Enem 2017: A partir deste ano, o certificado de conclusão de ensino médio não será mais obtido pelo Enem. Os interessados terão que realizar a prova do ENCCEJA para obter o diploma.

Cadernos de provas exclusivos

Enem 2016: Os candidatos deviam indicar no cartão de resposta a cor correspondente ao seu caderno de prova reescrevendo uma frase indicada. O não preenchimento desta etapa poderia consistir em anulação do exame.

Enem 2017: Neste, todas os cadernos de provas acompanharão o nome do aluno e o número de inscrição.

Isenção da taxa de inscrição

Enem 2016: Os estudantes de escola pública que estavam concluindo o ensino médio no ano de realização do Enem eram isentos da taxa de inscrição.

Enem 2017: Só serão isentos da taxa de inscrição os candidatos inscritos no CadÚnico, cadastro do governo federal que reúne pessoas em situação de pobreza extrema.