Documentários que vão expandir sua visão de mundo

Conheça alguns documentários que podem mudar sua forma de enxergar o mundo

616
documentários

Nem sempre a melhor forma de estudar é só lendo e fazendo diversos exercícios. Às vezes, nos esquecemos que consumir bens culturais também pode ser uma ótima forma de adquirir conhecimentos. Nesse sentido, nós do QG elaboramos uma matéria com alguns documentários que podem expandir sua visão de mundo, confira!  

 A GUERRA QUE VOCÊ NÃO VÊ  

O primeiro dos documentários é o britânico “A guerra que você não vê”, que traça importantes discussões a respeito das guerras, fazendo reflexões e trazendo fatos a respeito de conflitos como a Primeira Guerra Mundial, a Guerra do Vietnã, e as atuais guerras no Afeganistão e do Iraque. Além disso, a obra também discorre sobre o papel da mídia em momentos de tensão e como os jornalistas desempenham um importante papel nesses conflitos. É uma excelente pedida para quem quer entender mais de geopolítica e sobre o sistema midiático.   

documentários

 NUNCA ME SONHARAM  

 O documentário “Nunca me sonharam”, dirigido por Cacau Rhoden, traça uma discussão a respeito do sistema educacional público no Brasil sob o ponto de vista de estudantes, educadores e especialistas. Nesse sentido, o longa mostra a realidade de sucateamento e precarização do ensino público e como os jovens lidam com seus sonhos e expectativas para o futuro nesse contexto. Além disso, também é apresentado a realidade de colégios públicos de referência e como eles enfrentaram as dificuldades para chegar onde chegaram. Assim, pode-se dizer que o documentário sintetiza o pensamento do sociólogo Darcy Ribeiro, de que a crise da educação não é uma crise, mas sim um projeto.  

 MUITO ALÉM DO PESO  

O longa “Muito além do peso” da cineasta Estela Renner tem como foco qualidade da alimentação das crianças brasileiras e como a publicidade infantil interfere nas dinâmicas alimentícias. Sob essa perspectiva, ao longo do documentário médicos e especialistas mostram como as crianças cada vez mais tem adquirido doenças antes comuns em adultos, e como as indústrias e suas propagandas chamativas tem relação com o caso.  

 MINIMALISM 

O documentário americano “Minimalism” discorre não só sobre o consumo consciente, mas também sobre o consumismo e maneiras de viver com menos dívidas e mais tranquilidade. Sob esse prisma, a obra mostra a vida de dois amigos de infância e o que eles fizeram para ter uma vida mais feliz e sustentável. Assim, percebe-se que não é necessário possuir muitos bens materiais para ser feliz, mas sim viver com qualidade e consciência.  

 

Por fim, muitos desses documentários podem ser encontrados em plataformas online, e são ótimas recomendações para quem preza pela acessibilidade quando se refere a bens culturais.

Gostou das dicas? Continue acompanhando o Blog do QG!