Dicas prova da UERJ

601

Para muitos, o ano de preparação antes de entrar para faculdade foca muito no ENEM e isso faz com que a mente do aluno fique muito acostumada com a cobrança desse exame. Outros vestibulares, como o da UERJ que trataremos na matéria de hoje, costumam apresentar uma metodologia diferente. Por isso, decidimos dar algumas dicas para a prova da UERJ.

Tempo

A prova da UERJ não é tão cruel como a do ENEM no quesito tempo de realização. Isso permite que o aluno demore mais um pouco nas questões e analise com mais calma as alternativas.

Textos

Outra particularidade da prova da UERJ é o texto das questões. Normalmente, não costumam ser tão grandes como no ENEM e se utilizam bastante de imagens e charges. Isso faz com que seja necessário que o aluno preste muita atenção nos textos não-verbais. Lembrando sempre que o tempo para cada questão é relativamente maior.

Redação

O exame qualitativo da UERJ NÃO tem redação. Essa só será realizada no dia das provas discursivas. Todos nós sabemos o peso que o fator redação possui no psicológico do candidato durante a realização do exame. Logo, mais um motivo para ir menos tenso.

Charges

Esse ponto vale uma dica à parte, pois a prova da UERJ é regrada delas. Caso você esteja com dúvidas de qual alternativa marcar, volte SEMPRE na charge. Faça com que a imagem guie seu pensamento na hora de assinalar o X. Analise com MUITO cuidado!

Peso das questões

A UERJ não trabalha com TRI, logo, cada questão possui o mesmo peso na hora da correção. Por isso, dedique-se a todas as questões, não menosprezando as mais difíceis. Lembrando sempre que a meta é os 43 acertos do A!

Abordagem

Além disso, a UERJ costuma ter uma abordagem mais conteudista do que o ENEM. Ou seja, isso faz com que, por mais que o texto tenha seu peso importante, a parte do conteúdo seja fundamental.

Gostou das dicas? Venha conferir a preparação completa!