Entenda por que dia 28 de Junho é o dia do Orgulho LGBTQ+

436
Orgulho LGBTQ

Você já deve ter escutado falar em “Stonewall”.

Bem, o Stonewall Inn é o nome de um bar gay, localizado no bairro de Greenwich, em Nova York, e foi o palco do acontecimento que se tornou o marco nas lutas pela igualdade de direitos da comunidade LGBTQ+ em todo o mundo.

No dia 28 de Junho de 1969, um oficial da Divisão de Moral Pública de Nova York chamado Seymour Pine, junto com seus guardas disfarçados, invadiu o bar gay Stonewall Inn e prendeu vários clientes sob a alegação de “conduta imoral”, uma justificativa para mascarar o seu real objetivo que era coagir a comunidade LGBTQ+ da cidade. Nesta época, as “batidas policiais” em ambientes frequentados pela comunidade se tornaram rotineiras, por vezes, acompanhadas de brutalidade e abuso de autoridade.

Porém, os planos de Pine foram frustrados devido a demora para o transporte dos presos. Com isso, uma grande quantidade de pessoas revoltadas com o acontecimento começaram a chegar e deixaram a comitiva policial dentro do bar por mais de 45 minutos sem ter como deixar o local, com medo das represálias.

Após esse tempo, uma mulher algemada foi escoltada para fora do bar mas conseguiu se soltar e começou a incitar o público e o resultado não poderia ser outro além do incio de um protesto violento com confrontos entre os simpatizantes da comunidade LGBTQ+ e os policiais. Tudo só foi apaziguado com a chegada da Força de Policia Tática de Nova York que precisou chegar para “resgatar” os tiras que estavam sitiados.

A multidão que se formou no local só começou a dispersar por volta das 4h, porém, várias articulações visando protestar contra o ocorrido começaram a acontecer no local e se espalharam por outros pontos da cidade. Os eventos que ocorreram no Stonewall Inn levaram às primeiras paradas de orgulho LGBTQ+, como a marcha que aconteceu em 1970, do bairro Greenwich até o Central Park. A data foi considerada o marco zero pela luta por direitos civis das minorias LGBTQ+ e logo foi adotada em outros pontos do mundo. Junho também passou a ser considerado o Mês do Orgulho LGBTQ+.

Com a Criminalização da homofobia no Brasil, essa pauta passa a ser forte candidata a figurar nas provas. Continue acompanhando nossas dicas e conheça nossos cursos clicando aqui.