Como usar alegorias na redação do ENEM

Saiba como as alegorias aparecem na arte e podem te auxiliar na redação ENEM

525
Postado: 8 de julho, 2020
alegorias

Desde a Antiguidade até a Contemporaneidade, as alegorias são recursos muito empregados no mundo literário, e promovem a reflexão de filosofias e ideias bem profundas. Nesse sentido, as alegorias presentes nos livros podem ser de grande auxilio na argumentação da redação do ENEM, podendo solidificar nosso ponto de vista. Assim, o QG do ENEM preparou uma matéria especialmente sobre obras alegóricas que podem te ajudar a chegar na tão sonhada nota 1000. Confira!  

A alegoria é considerada uma figura de linguagem, que é empregada como uma história, poema ou quadro, cujo objetivo é transmitir ideias mais profundas e intensas, usando personagens, eventos e espaços. Dessa forma, podemos entende-la como uma metáfora mais complexa e elaborada.  

É de bastante conhecimento que uma das alegorias mais famosas existentes é a do mito da caverna, de Platão. No entanto, dentro da literatura existem outros exemplos a serem estudados. Confira:  

  alegorias

  1. A REVOLUÇÃO DOS BICHOS 

“A Revolução dos Bichos” é uma obra satírica do escritor inglês George Orwell lançada em 1945 – final da segunda Guerra Mundial. A narrativa é ambientada dentro de uma granja, onde os animais discutem sobre a criação de uma sociedade ideal e sobre uma possível revolução para conquistar seus objetivos. No entanto, o que parece um romance engraçado, na verdade se mostra ser uma obra cheia de reflexões,  que rapidamente percebemos que o intuito do autor é recriar a sociedade comunista russa, representando grupos sociais e líderes através dos animais. Assim, o autor consegue apresentar a história da Revolução Russa ocorrida em 1917 e criticar o governo stalinista através de uma alegoria.  

  1. A LIBERDADE GUIANDO O POVO

O famoso quadro de Eugene Delacroix, “A Liberdade guiando o povo” é estudada por muitos alunos nas classes de história durante as aulas sobre Revolução Francesa. A obra traz em seu centro uma mulher representando a Liberdade, segurando a bandeira da França e caminhando sobre os corpos derrotados. Dessa forma, a pintura simboliza a queda de Carlos X e a ascensão do povo proletariado e, consequentemente, marcando a história da França.  

  1. CEM ANOS DE SOLIDÃO

Em “Cem Anos de Solidão”, talvez a obra mais famosa do escritor colombiano Gabriel Garcia Márquez, é retratada a história da família Buendía ao longo das gerações no povoado de Macondo. No entanto, ao longo do romance, a história dos Buendía se confunde com a história da própria América Latina, tendo em vista que seus integrantes estão sempre vivenciando e protagonizando ditaduras, conflitos armados, mortes, nascimentos, abandonos e independências. Assim, “Cem Anos de Solidão” acabou sintetizando em uma alegoria a essência de todo um continente, que por séculos sofreu principalmente com a violência e o abandono do resto do mundo.  

  1. ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA

No livro de José Saramago, Ensaio sobre a Cegueira é narrado uma epidemia de cegueira branca que se dissemina, deixando diversas pessoas ficam cegas do dia para a noite. Os acometidos vão se multiplicando e um caos se instala na sociedade até então civilizada. Dessa forma, o intuito de Saramago nessa obra é mostrar o quanto a sociedade está cega, alienada e emburrecida pela falta de reflexão e até mesmo pela estrutura do sistema capitalista, que promove uma mecanização do pensamento. Vale lembrar ainda que a obra foi adaptada para o cinema com direção de Fernando Meirelles.  

Por fim, vale ressaltar que o QG está com novos combos de estudo e que ainda dá tempo de você se preparar para o ENEM! Com o Combo Super ENEM ou os Combos Super Medicina & Saúde / Super Direito & Humanas / Super Exatas você pode otimizar seus estudos tendo um conteúdo completo e diferenciado. Lembre-se: o ENEM não foi cancelado, mas sim adiado! Para conhecer os novos planos clique aqui!