Biologia: O que é leucemia?

2375

O tempo passa, a Medicina avança, mas o diagnóstico do câncer ainda é assustador para qualquer um. Você sabia que o câncer não é só uma doença e sim uma série de doenças? São mais de 100 ocorrendo ao mesmo tempo em diferentes células do corpo humano.

A leucemia é um tipo de câncer que surge nas células-tronco da medula óssea. Elas estão em constante desenvolvimento e são importantíssimas para o nosso corpo. Elas produzem diversos tipos diferentes de células, como por exemplo os glóbulos vermelhos, que fazem o transporte do oxigênio dos pulmões para os tecidos do resto do corpo; as plaquetas que equilibram os sangramentos do corpo e se prendem aos vasos sanguíneos que podem vir a ser danificados por alguma deficiência genética; e os glóbulos brancos que cuidam do corpo e destroem qualquer tipo de “invasor” em potencial que possa destruir nosso corpo.

Algumas vezes, esse processo de criação de células feito pela medula óssea pode falhar e as células distribuídas pelo corpo sofrem mutações diretamente no DNA delas que se tornam nocivas. Quando isso ocorre, as próprias células se autodestroem pois identificam que algo não está certo com sua formação. Porém, algumas delas, mesmo identificando o erro, não se autodestroem e continuam se replicando descontroladamente sem possuírem mais suas funções: fortalecer o corpo humano. Essas são as células cancerosas. 

A maioria dos tipos de câncer são originados de muitas mutações no DNA da célula e para se desenvolver a leucemia, basta ter uma ou duas mutações no DNA, por isso, a doença se desenvolve de forma mais acelerada que os outros tipos de câncer. Essas células que sofreram mutações se replicam em todo na medula óssea e consequentemente em todo o sangue.

O processo de evolução do câncer no corpo acontece em estágios. Primeiro quando as células da médula óssea perdem suas funções e deixam o sangue empobrecido. Depois, a falta de glóbulos vermelhos faz com que os músculos não recebam oxigênio suficiente, a redução de plaquetas não ajuda na cicatrização de qualquer ferida e os glóbulos brancos se tornam cada vez mais ausentes no corpo, o que diminui a imunidade do corpo humano e aumenta os riscos de infecções.

A quimioterapia é o tratamento adequado para combater a leucemia, já que a doença não se dá por meio de tumores que podem ser removidos por meio de cirurgias. O tratamento tem como objetivo matar as células em replicação constante. O efeito colateral é agressivo, pois ele mata as células saudáveis do cabelo, intestino e até das células-tronco. Ainda não há cura para a leucemia, mas a doação de medula óssea ajuda na regeneração de diversas células e equilibra o corpo humano que sofre com essa doença.

COMPARTILHE
Artigo anteriorQuem foi: Tiradentes
Próximo artigo22 dicas para gabaritar a prova
Avatar
Graduanda em Comunicação Social (Estácio de Sá) e Ciências Sociais (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Tem afinidade com a área de Ciências Humanas e é Analista de Mídia e Marketing. Ama gatos, viajar, ver séries e filmes de todos os tipos!