Benefícios de estudar com metas

1255

Em matérias passadas, já ressaltamos a importância de se estudar com um plano de estudos para aumentar a eficiência de sua preparação. No entanto, dentro de seu tempo de estudo, outras dicas – como fazer exercício e evitar redes sociais – também podem auxiliar na melhor absorção de conteúdo. Outro fator que também pode contribuir é estudar com metas, objetivos estipulados por você mesmo. Iremos explicar os benefícios e as maneiras de colocar isso em prática.

Ao seguir o plano todo certinho, você pode começar a se sentir cansado e observar sua rotina se transformar em algo bem monótono. Exatamente nesse momento é que se apresenta a primeira vantagem de se desenvolver um sistema de metas próprias. Ao estabelecer objetivos, o incentivo ao estudo ganha novas motivações, mesmo que essas tenham sido criadas por você mesmo. Primeiro ponto: motivação.

Outra questão pode ser vista por muitos como negativa, porém, a longo prazo, pode ser bem importante na sua preparação para o dia da prova do ENEM. Quando se estipula metas de estudo, a pressão sobre si mesmo realmente pode aumentar, mas isso é fundamental para recriar nos seus hábitos uma experiência similar da hora de se fazer o ENEM, até porque, lá, você também estará pressionado. Segundo ponto: hábito.

O estudo com metas também auxilia na visualização de seus resultados. Isso pode não ser tão impactante hoje, mas depois de alguns meses, pode ser que a desmotivação venha à tona, e pode ser superada ou amenizada se você tiver um caderninho em que anota todo seu progresso e ele fica bem mais claro, o que te dará noção sobre todo o caminho percorrido durante o ano. Terceiro ponto: resultados concretos.

Mas como desenvolver esse mecanismo de metas? Claro que você pode criar um sistema pessoal que se adeque as suas realidades, porém algumas dicas podem ser universais. Os resultados das metas também possui consequências que contribuem para recompensas neurais positivas no seu dia a dia com a liberação de dopamina. Confira as dicas:

  1. Separe um caderninho próprio para anotar suas metas
  2. Trabalhe com metas de período de tempo curto, como por exemplo metas semanais
  3. Utilize mecanismo de check (checagem) para você ver concretamente seu progresso
  4. Não extrapole nas metas, seja realista
  5. Tente ir aumentando seus limites aos poucos com o tempo

Gostou das dicas? Venha conferir a preparação completa!

COMPARTILHE
Artigo anteriorO universo das universidades
Próximo artigoEdital Enem 2019 é divulgado
Avatar
Graduando em História na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É mais ligado à área de humanas e atua hoje como monitor de História no QG do ENEM. Além de ser apaixonado por cinema, ama Mitologia e sua meta de vida é viajar pelo mundo.