A importância da leitura

E se o tema da redação fosse: "A importância da leitura"? Confira dicas de abordagem para usar e arrasar na hora da prova

205
Postado: 16 de setembro, 2020
importância da leitura

Desde a Antiguidade Grega, a transmissão oral de histórias era uma prática muito respeitada e de grande importância para a sociedade. Isso porque as histórias não eram apenas uma forma de entretenimento, mas também de transmitir valores, ensinamentos e toda uma cultura de um povo. Assim, com o avanço dos séculos, os contos e histórias passaram a ser grafados e a leitura começou a ganhar força e se tornou não só uma ferramenta de comunicação, mas também de expressão artística e de denúncia social.

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA 

importância da leitura

A leitura e a manutenção do hábito de ler são práticas indispensáveis para o desenvolvimento da cognição humana. É lendo que estimulamos nossa imaginação, nosso senso crítico e nossa comunicação, pois além de conhecermos novos mundos, conhecemos nosso próprio mundo e ainda expandimos nosso vocabulário e nossa interpretação.

No entanto, vale lembrar que nem todos tem acesso à alfabetização e à livros, seja por descaso governamental, seja pela leitura ser considerada um perigo a determinadas sociedades. Assim, podemos considerar que o ato de ler é um ato de resistência e é com ele que sabemos nosso lugar no mundo.

 

A LITERATURA COMO EXPRESSÃO ARTÍSTICA

Como o próprio nome já diz, a literatura como expressão artística exerce função estética e busca pela expressão do belo. O experimentalismo, a polissemia, a sensibilidade e a exploração do imaginário também são presentes nessa configuração de Literatura e são responsáveis por despertar sentimentos no leitor, além de entretê-lo. 

A LITERATURA COMO DENÚNCIA SOCIAL

A literatura como instrumento de denúncia social tem como objetivo apresentar críticas político-sociais sobre em um determinado contexto. Nesse sentido, autores buscam expressar suas insatisfações com governos, com padrões éticos e morais e com desigualdades e injustiças, consequentemente despertando o senso crítico de quem lê. 

Assim, as obras literárias podem se configurar como uma forma de subversão ao poder institucionalizado, o que é visto em obras como O Cortiço de Aluísio de Azevedo, Morte e Vida Severina de João Cabral de Melo Neto e Capitães da Areia de Jorge Amado. 

DICA DA PROFESSORA:

Por fim, a professora de redação do QG, Gab Jardim deu algumas dicas para construir uma boa redação caso o tema seja esse. Confira:

No que se refere a repertório sociocultural, a professora indicou a possibilidade de apostar em livros e filmes que demonstrem a importância da leitura. Um bom exemplo disso, é a obra Harry Potter, em que a personagem Hermione desenvolve e melhora suas habilidades a partir de estudos e leituras.

Além disso, podemos considerar também teóricos e momentos históricos para embasar nossa argumentação. Como teóricos, a professora Gab Jardim ressaltou a figura de Foucault com o conceito de instituições de sequestro, isto é, instituições que sequestram os indivíduos a fim de doutriná-los e impedir a mobilização de um senso crítico. Já no que se refere a contexto histórico, há a Contrarreforma, com o Index e a reflexão do quão ameaçador pode ser um conhecimento que está sendo propagado em um livro.

E aí? Assim fica fácil tirar 1000 numa redação sobre a importância da leitura, né? Continue acompanhando nossas dicas no Blog do QG, clicando aqui!