Tudo sobre Relações Internacionais

O que faz, melhores graduações e áreas de atuação.

0
352
Tudo sobre Relações Internacionais.

Se a graduação em Relações Internacionais é uma das suas opções para os vestibulares e o ENEM, você abriu o post certo. Nesta matéria, trouxemos  todos os pontos principais que você precisa conhecer para decidir se vai mesmo ou não seguir carreira em R.I.: quais as características principais desse profissional, o que ele faz, quais as áreas de atuação no mercado e quais as universidades mais bem ranqueadas para essa graduação.

Cursos superiores amplos, como o de R.I., podem dar impressões erradas tanto sobre a graduação quanto sobre o dia a dia do profissional. Por exemplo, Relações Internacionais muitas vezes é considerada uma área de humanas, mas na prática não é exatamente assim. O profissional de R.I. não só precisa entender a parte de humanas como também precisa ter conhecimentos da área de exatas, como cálculo e estatísticas, que são essenciais para entender sobre economia.

 

PERFIL PROFISSIONAL DE UM INTERNACIONALISTA

O profissional de Relações Internacionais precisa ter facilidade em aprender novas línguas. Afinal, o inglês é apenas o essencial da área, saber falar outras línguas estrangeiras, além do inglês, te ajudará a se posicionar no mercado. Além disso, como é uma carreira que faz a ponte entre organizações ou empresas com outras do mercado exterior, ter curiosidade e facilidade para conhecer e lidar com pessoas e culturas diferentes é primordial.

Para ser um internacionalista o estudante também precisa ter muita sede de conhecimento, já que é uma área que exige estar por dentro de questões atuais tanto no cenário social quanto nos cenários político e econômico. Saber argumentar e expor ideias de forma clara também são características procuradas em profissionais de R.I.

O QUE FAZ?

O profissional de Relações Internacionais estuda e analisa as relações entre nações diferentes nos segmentos político, social, econômico, cultural, militar, comercial e judicial para avaliar oportunidades de negócios e parcerias. O bacharel também ajuda estabelecer empresas internacionais em um mercado local, cooperando nos tramites legais e indicando algumas mudanças para a empresa conseguir se adequar e ser aceita pela população. Além disso, elabora relatórios sobre a situação internacional e conduz programas de cooperação entre nações.

 

A GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Como o mercado de R.I. é muito amplo, a graduação pode ter enfoques bem diferentes de uma universidade para outra. Enquanto uma pode habilitar o estudante para negociações internacionais outra pode habilitar para integração regional. Por isso pesquise bastante sobre os ramos de atuações do profissional no mercado para entender qual graduação vai te preparar melhor para área que deseja trabalhar.

A grade curricular do curso superior passa por três campos de estudos: Política, Economia e Direito. Para ganhar conhecimento sobre esses campos, o aluno estudará matérias como Antropologia, Sociologia, História, Economia e Estatística.

Duração média do curso superior: 4 anos.

Outros nomes para a graduação: Relações Econômicas Internacionais; Ciência Política com habilitação em Relações Internacionais.

 

O MERCADO DE TRABALHO

As grande oportunidades de trabalho na área de Relações Internacionais estão em empresas privadas, nas quais o profissional analisará oportunidades para encaminhar negociações e fechar acordos internacionais. Também é possível trabalhar no setor público, onde o internacionalista cuidará das relações dos órgãos com o exterior; e ainda pode atuar no ramo acadêmico. Vale lembrar que a experiência no exterior é fundamental.

Áreas de atuação

Mercado privado: instituições financeiras (como bancos); multinacionais; câmeras de comércio; associações setoriais; ONGs.

Mercado público: ministérios; agências; secretarias municipais e estaduais; consulados; organizações intergovernamentais internacionais (como a ONU e a OMC).

Faixa salarial: de R$ 1.200 a R$ 5.000.

 

AS MELHORES UNIVERSIDADES DE R.I. NO BRASIL

Confira as melhores universidades brasileiras para cursar Relações Internacionais, de acordo com o ranking da Folha de São Paulo:

1. Universidade de São Paulo (USP);
2. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
3. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP);
4. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
5. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);

 

COMO BUSCAR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE R.I.?

Existem muitas maneiras de se obter mais informações sobre o mercado e a graduação de R. I., uma delas é buscar as atividades de modelos de organizações internacionais, que são simulações de organizações reais como a ONU. Esses modelos fazem atividades que simulam debates, negociações e processos decisórios que possam apresentar aos estudantes do ensino médio e universitários o dia a dia dessas organizações. Conheça algumas:

MIRIN | SONUONU Jr. | Internationale Negotia | SiNUS

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA