Profissão ou hobby? Como escolher sua graduação

0
740

Quando chega o momento de escolher qual profissão seguir, muitos alunos ficam perdidos sem saber como e qual curso superior escolher. Ainda mais quando a ideia de que é uma escolha decisiva fica pairando sobre as cabeças dos adolescentes. Sem falar que a ansiedade de passar logo para uma universidade chega a transformar o SISU em uma loteria com as notas dos alunos, que ficam alterando as opções de cursos para ver se passam em alguma graduação.

Para escolher sua carreira é preciso calma.

Antes de tudo é preciso relaxar e estabelecer um foco. Essa com certeza é uma decisão importante, mas não é uma decisão definitiva, QGnianos! Vocês terão toda a vida para mudarem de ideia e abraçarem tudo o que aprenderam no caminho. Existem muitas carreiras que se interligam e exigem profissionais com múltiplos interesses e potenciais. A dúvida que pode ficar nesses casos é: como saber se o que eu gosto é um hobby ou uma profissão? O pessoal do Orientação Profissional te dá o caminho.

Profissão x Hobby

O primeiro passo para descobrir se a carreira que está pensando em seguir é se imaginar daqui a uns anos: como é o ambiente de trabalho? Neste emprego você lida mais com pessoas, máquinas ou animais? Você se visualiza trabalhando mais em tarefas individuais ou tarefas que exigem a colaboração de uma equipe?

A partir disso, a dica do pessoal do OP é que se imagine indo para este local todos os dias, fazendo as mesmas atividades. Imagine a sua rotina e veja em qual dos cenários idealizados você se sente melhor. Aqui começa uma diferenciação do que é um hobby e do que é uma possível carreira para ser seguida. É nesta etapa que muitos jovens conseguem separar o que consegue se visualizar fazendo todos os dias (profissão) daquilo que pode ser uma paixão ou um hobby – que você se dedicará pela vida toda, porém nas horas vagas, de lazer.

Funil dos cursos universitários.

Digamos que você consiga se imaginar trabalhando na rotina de um advogado e de um jornalista, por exemplo. Para escolher entre essas profissões, coloque cada uma dessas ideias/gostos no papel. Feito isso:

1. PERGUNTE-SE: quando começou a se interessar por tal profissão, se foi influência de alguém e o quanto pesou a opinião dessa pessoa para você. Às vezes, por admirarmos muito uma pessoa decidimos seguir os seus passos, mas nem sempre a rotina profissional dela vai te agradar.

2. Qual seu GRAU DE CONHECIMENTO sobre a profissão? O que faz essa profissão ter a ver com você? Pesquise a grade curricular do curso superior que terá que ingressar. Olhando a grade, você pode acabar descobrindo que terá que estudar algumas matérias que não te agradam. Exemplo, você pode gostar de toda a rotina de um profissional de publicidade, mas descobrir que a grade curricular possui estatística pode te fazer desistir.

3. CONVERSE COM PROFISSIONAIS da área para ver se a prática é o que você supõe que seja, quais as possibilidades de locais de atuação e as especialidades que você pode seguir.

4. Avalie qual sua EXPECTATIVA DE REMUNERAÇÃO, ela precisa estar alinhada com as possibilidades que sua escolha poderá lhe oferecer no futuro.

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA