Os assuntos de Biologia que mais caem no Enem

0
4988

Você sabe um pouco dos assuntos de Biologia que mais caem no Enem? Não? Para ver a lista completa do assunto, clique aqui. Hoje, vamos contar um pouco sobre os três assuntos mais recorrentes no exame.

Lixo

O Enem aborda muitas questões ecológicas e é muito importante você estar por dentro desses assuntos. Quanto mais consumista nossa sociedade se torna, mais lixo acumulamos. E por que isso é um problema? Cada pessoa na cidade de São Paulo produz quase 1kg de lixo por dia, agora vamos pensar nessa quantidade na escala habitantes do país, pensou? Agora vamos pensar nesse número multiplicado por 365. Assustador, não é? É tão assustador que é difícil de imaginar. O que agrava ainda mais a situação, é que esse lixo se espalha poluindo a água, o solo e colocam animais em risco, o que pode afetar a cadeia alimentar ou até mesmo a relação entre as espécies, além de atrair animais que transmitem doenças.

No Brasil, esse lixo costumava ir para lixões, que nada mais são do que montanhas de lixo despejados no solo e a céu aberto. O chorume, que é o líquido do processo de decomposição da matéria orgânica, penetra no solo, podendo até poluir lençóis freáticos.

Uma solução são os aterros sanitários, onde o lixo fica em um buraco impermeabilizado, entre camadas de solo ou entulho. Mas para construir um, é necessário estar longe de fontes de água. Vale lembrar que a decomposição do lixo é feita por bactérias anaeróbias que liberam o gás metano, um dos principais culpados pelo efeito estufa. Para que os aterros não explodam, é necessário a construção de dutos para liberar o gás. Em alguns lugares, esse gás é aproveitado para produzir energia elétrica. Porém, vale lembrar que aterros sanitários ainda não são a forma ideal para depositar o lixo. A reciclagem ainda é um dos processos mais eficazes.

Vamos treinar:

(Enem 2014) – O potencial brasileiro para transformar lixo em energia permanece subutilizado – apenas pequena parte dos resíduos brasileiros é utilizada para gerar  energia. Contudo, bons exemplos são os aterros sanitários, que utilizam a principal fonte de energia ali produzida. Alguns aterros vendem créditos de carbono com base no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), do Protocolo de Kyoto.

Essa fonte de energia subutilizada, citada no texto, é o

a)etanol, obtido a partir da decomposição da matéria orgânica por bactérias.
b) gás natural, formado pela ação de fungos decompositores da matéria orgânica.
c) óleo de xisto, obtido pela decomposição da matéria orgânica pelas bactérias anaeróbias.
d) gás metano, obtido pela atividade de bactérias anaeróbias na decomposição da matéria orgânica.
e) gás liquefeito de petróleo, obtido pela decomposição de vegetais presentes nos restos de comida.

GABARITO: D

Imunização

A imunização está sempre relacionada ao anticorpo (ou imunoglobulina), que é uma proteína produzida pela célula linfócito b. Existem dois tipos de imunização: passiva e ativa. A ativa é aquela que obriga o organismo a produzir anticorpos e pode acontecer de duas formas:  a primeira é pela vacina (artificial), nesse caso, o antígeno (causador da doença) é colocado no seu corpo; a segunda, é simplesmente contraindo a doença (natural). A diferença é que na vacina o antígeno está enfraquecido, já na doença não. Na imunização passiva, o anticorpo é entregue ao organismo de três maneiras: pelo soro, pelo leite materno (ou colostro) ou pela placenta.

Outro ponto importante sobre imunização, é a memória imunológica, que é quando as células de defesa, principalmente o linfócito b, já sabem qual o anticorpo deve ser utilizado para combater aquele antígeno específico. A vacina produz essa memória, pois apresenta anteriormente o antígeno ao corpo, o soro não. A vacina é um método preventivo, que faz o indivíduo produzir anticorpos. O soro é um método curativo, pois há uma ação imediata. Resumindo: anticorpo só é encontrado no organismo, quando o antígeno já esteve presente naquele corpo anteriormente.

Vale lembrar:

Janela imunológica: é o tempo que o seu corpo precisa para produzir pela primeira vez o anticorpo para o antígeno presente.

Resposta primária: a primeira vez que um determinado tipo de anticorpos é produzido no organismo.

Vamos praticar:

(Enem 2014)

biologia

Embora sejam produzidos e utilizados em situações distintas, os imunobiológicos I e II atuam de forma semelhante nos humanos e equinos, pois:

a)conferem imunidade passiva.
b)transferem células de defesa.
c)suprimem a resposta imunológica.
d)estimulam a produção de anticorpos.
e) desencadeiam a produção de antígenos.

GABARITO:D

Água – Problemas Ambientais

Um dos problemas ambientais que diz respeito à água, é a eutrofização. Os fertilizantes e outras matérias orgânicas acabam nutrindo de forma exagerada os ambientes aquáticos que são preenchidos de plantas superficiais e algas.  Com isso, também há um crescimento da matéria orgânica morta, gerando um aumento da comunidade decompositora aeróbia. Logo, a demanda por oxigênio aumenta, diminuindo a quantidade deste gás no corpo da água. Consequência disso, é que os organismos multicelulares que dependem do oxigênio morrem e, caso o processo continue, as próprias bactérias aeróbias são substituídas pelas anaeróbias. Com o aumento dessas plantas e algas, há também um impedimento da passagem de luz para o ambiente aquático, ocasionando a morte da fauna e da flora.

Teste seus conhecimentos:

(ENEM 2010) O despejo de dejetos de esgotos domésticos e industriais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros. Esses poluentes são ricos em substâncias que contribuem para a eutrofização de ecossistemas, que é um enriquecimento da água por nutrientes, o que provoca um grande crescimento bacteriano e, por fim, pode promover escassez de oxigênio.

Uma maneira de evitar a diminuição da concentração de oxigênio no ambiente é:

a)Aquecer as águas dos rios para aumentar a velocidade de decomposição dos dejetos.
b)Retirar do esgoto os materiais ricos em nutrientes para diminuir a sua concentração nos rios.
c)Adicionar bactérias anaeróbicas às águas dos rios para que elas sobrevivam mesmo sem oxigênio.
d)Substituir produtos não degradáveis por biodegradáveis para que as bactérias possam utilizar os nutrientes.
e)Aumentar a solubilidade dos dejetos no esgoto para que os nutrientes fiquem mais acessíveis às bactérias.

GABARITO: B

Curtiu? Então, dá uma olhada no curso Top Temas Enem 2017. Todas as aulas são focadas nos assuntos mais cobrados noEnem. Clique aqui e confira.

3074Interno (3)

 

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA