Quer ser mais confiante? Veja 6 mitos que o impendem

Você não precisa ser uma personalidade de festas bombantes no Instagram. Enfrentar os desafios da vida, já te tornarão confiante para se sentir bem.

1
2320

Todos querem exalar autoestima. É com confiança que fazemos amigos, arranjamos empregos e começamos relacionamentos. A vida na escola ou na faculdade pode ser difícil até para as pessoas mais confiantes. Alguns alunos mudam de escolas onde são muito populares e vão parar em lugares que não conhecem ninguém. Outros já sofrem de baixa autoestima e a pressão na sala de aula só piora. A maioria das pessoas se adaptam ao ambiente, se deparam com desafios, superam eles e assim constroem sua autoestima para o futuro.

Pensando nisso, listamos aqui os mitos que você deve desconstruir para que se torne um aluno mais confiante:

  1. Ninguém te dará apoio

Sempre temos alguém que nos ajude, seja nossos pais, sejam professores ou amigos. Não esqueça que toda escola possui pedagogos que estão sempre dispostos a nos ajudar se tivermos com qualquer dificuldade.

  1. Você precisa de um plano

Estudos mostram que estudantes são mais ansiosos com suas escolhas atualmente do que 20 ou 30 anos atrás. Antes mesmo de você chegar ao terceiro ano, muitas vezes já se depara com seus pais perguntando se já escolheu o curso que irá fazer na faculdade. Nós sabemos que o último ano do Ensino Médio pode ser bem estressante, com provas, simulados, estudos e vestibulares. Foca no agora, organize sua vida no presente, não tem problema se você não tiver certeza da carreira que irá cursar. Dê tempo ao tempo.

  1. Você precisa se inserir socialmente

Muitas vezes a socialização vem naturalmente. Confraternizações após a aula, fazer aual teatroesportes na escola podem ajudar muito com a confiança. Muito mais do que ser pintado e pedir dinheiro na rua (leia mais sobre trotes aqui).

As atividades extracurriculares são tanto para os que gostam de estar em time e para os que preferem trabalhar sozinhos. E você nunca está velho demais para aderir a um grupo seja de teatro ou de ballet.

  1. Se você não for confiante, você não fará amigos

Você não é a mesma pessoa quando começou o ensino médio e não será a mesma pessoa quando terminar a faculdade. Mudar é bom. E conforme você for mudando, vai se identificar e conviver com pessoas diferentes. Algumas amizades serão feitas, outras desfeitas, outras afastadas, mas sua autoestima não vai influenciar em fazer amigos ou não. Seja você mesmo.

  1. Você precisa ser perfeito

As redes sociais acabaram trazendo essa pressão para as pessoas. Dar uma olhada no selfiesinstagram já pode ser o suficiente para te deixar triste por um tempo. As selfies de pessoas lindas e as fotos de festas bombantes, mesmo você sabendo que não representam a realidade, mexem com a gente.

As redes sociais definitivamente estão mexendo com a maneira que jovens se enxergam e se sentem sobre eles mesmo. As pessoas acabam se comparando e julgando sua própria atratividade, valor, status e sucesso.

  1. Quanto mais alto, melhor

Ser a pessoa que tem sempre algo a acrescentar na aula ou que sempre tem companhia para trabalho de grupo, não significa ser uma pessoa super confiante. Muitos alunos não levantam a mão na aula, pois tem medo de falarem alguma besteira e serem julgados. Escolha o momento para colocar suas ideias durante a aula, estude o assunto antes e deixe claro para você quais pontos você deseja comentar. Assim, você se sentirá confiante para falar na aula.

Para melhorar a confiança com os estudos, nada melhor do que um planejamento. Confira aqui as dicas do QG.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA