Enem na linha do tempo: Veja as principais mudanças

0
1378

As inscrições do Enem 2016 começaram hoje (9). Por isso, fizemos uma matéria para que você entenda as principais mudanças nas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 1998, ano de criação, até a edição deste ano. Confira:

1998:

Primeira edição do Enem;

63 questões, um dia de prova;

Inscrição voluntária e paga;

Matriz de referência dividida por competências e habilidades;

Nota máxima: 100 pontos;

Este ano teve em torno de 157 mil inscrições.

2001:

Alunos de escolas públicas passam a se tornar isentos da taxa de inscrição;

Publicação do primeiro relatório pedagógico pelo Inep com as estatísticas sobre o Enem;

Neste ano, o exame ultrapassou a marca de 1 milhão de inscritos.

2004:

Criação do Programa Universidade Para Todos (Prouni – leia mais aqui) que passou a selecionar alunos para bolsas através do Enem;

1,5 milhões de inscritos neste ano.

2005:

Primeira divulgação das notas médias e do desempenho das escolas brasileiras no Enem;

3 milhões de inscritos.

2009:

Publicação do relatório pedagógico sobre a edição de 2008;

O Enem passa a ter 180 questões, dividido em dois dias de exame;

Nova matriz, dividida em quatro áreas de conhecimento;

Criação do Sistema de Seleção Unificado (Sisu – leia mais aqui);

Utilizado na certificação do Ensino de Jovens e Adultos (EJA – leia mais aqui)

Início da correção pela metodologia TRI (leia aqui);

4,1 milhões de inscritos neste ano.

2010:

O Enem passa a ser pré-requisito para solicitar o FIES (saiba mais aqui);enem-logo

4,6 milhões de inscritos.

2011:

Criação do Ciência Sem Fronteiras e o uso do resultado do Enem para a concessão das bolsas;

5,3 milhões de inscrições.

2013:

Mudança no método de correção da redação (entenda melhor);

7 milhões de inscritos.

2014:

Enem passa a ser usado para a obtenção do certificado do Ensino Médio (saiba mais);

Métodos de segurança aperfeiçoados, fiscais passam a usar detectores de metal na aplicação do Exame;

Candidatos passam a poder utilizar o nome social;

9,5 milhões de inscritos.

2015:

Aumento da taxa de inscrição de R$ 35 para R$ 63;

Regra de isentos muda: Só passam a ser isentos da taxa de inscrição, os estudantes que estiverem concluindo o Ensino Médio em escolas públicas e candidatos que comprovem carência.;

Provas passam a começar 30 minutos após o fechamento dos portões como método para reduzir as possibilidades de vazamento de questões.

Inep elimina cartões de confirmação impresso que chegava até as residências dos candidatos, passando a ter somente sua versão online para impressão pelo próprio aluno.

2016:  

Sobe a taxa de inscrição para R$68;

Enem terá o uso de dados biométricos como método de segurança;

Lançamento do aplicativo “Enem 2016″ (breve).

 

Veja mais informações sobre o Edital do Enem 2016 clicando aqui. Para saber mais sobre as inscrições do Enem, clique aqui.

 

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA