Eleição Imprevisível: Hillary Clinton X Donald Trump

Nas pesquisas, a democrata está à frente do republicano, mas ambos têm também altos índices de rejeição.

0
818

A poucos meses das eleições que irão definir o próximo presidente dos Estados Unidos (EUA), em novembro, o quadro é de incertezas existentes no Partido Democrata, da ex-senadora Hillary Clinton, e também no Republicano de Donald Trump. Entre os democratas, Hillary Clinton teve de enfrentar uma disputa contra o senador Bernie Sanders para conquistar a maioria dos delegados que indicarão o candidato do partido. Essa batalha pode lhe trazer dificuldades, já que muitos apoiadores de Sanders continuam contestando suas ideias. Do lado republicano, o empresário Donald Trump, que nunca havia concorrido a nenhum cargo eletivo, conquistou a maioria dos delegados à convenção, derrotando a direção do partido e os principais nomes que estavam na disputa, entre os quais os senadores Ted Cruz e Marco Rubio e o ex-governador Jed Brush, irmão de George W. Bush e filho de George Bush, ambos ex-presidentes. Com isso, republicanos influentes já anunciaram que não pretendem votar em Trump.

Propostas

Trump que faz duras críticas a Obama, desenvolve campanha eleitoral agressiva, defendendo a construção de um muro na fronteira com o México para impedir a entrada de imigrantes ilegais. Na economia, Trump disse que pretende intimar os executivos das empresas norte-americanas a abrir vagas no país, em vez de levar a produção para outras nações. Já Hillary Clinton encarna as políticas tradicionalmente defendidas pelos democratas, como o aumento de impostos para os mais ricos e maior atenção a políticas sociais. Pretende dar continuidade aos projetos de Obama, como a reforma da saúde, as tentativas de reformar a lei de imigração e a aproximação com Cuba. Nas pesquisas, a democrata está à frente do republicano, mas ambos têm também altos índices de rejeição.

Pesquisa realizada por uma instituição ligada à Universidade de Chicago, apresentada em maio, indica que a disputa entre Hillary e Trump leva sete em cada dez norte-americanos a sentirem-se “frustados”. 

Especialistas acreditam que esse sentimento negativo pode diminuir o interesse pela participação eleitoral, tornando o resultado das eleições para presidente imprevisível.

 

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA