A Era Vargas

0
1492

сварка поворотной тавровой балки ручная технологическая карта Você sabia que um dos temas mais recorrente de História no Enem é a Era Vargas? Não? Tudo bem, no post de hoje, vamos falar um pouco desse período da história do Brasil.

вязание джемперы пуловеры планшет 3g 8 дюймов Como tudo começou…

http://s318811976.websitehome.co.uk/tech/predeli-primeneniya-prava-rf.html пределы применения права рф O Brasil passava por um período político conhecido como “a política do Café com Leite”, neste, a presidência era sempre revezada entre paulistas (café) e mineiros (leite). Com a ruptura do pacto, os mineiros se uniram aos gaúchos e paraibanos, formando assim, a Aliança Liberal. Com ela, a candidatura de Getúlio Vargas foi lançada. Entretanto, a aliança não foi suficiente pois o candidato paulista, Julio Prestes, foi eleito.

как оптимизировать windows 7 под ssd A Aliança Liberal não ficou satisfeita e articulou um golpe no qual Prestes nem chegou ao cargo. A Revolução de 30 levou, pela primeira vez, Vargas ao poder. A Era Vargas é dividida em 3 momentos: Governo Provisório, Governo Constitucional e Estado Novo. Vamos elencar os principais pontos de cada um deles.

картины из цветов из фоамирана своими руками http://oshmschool52.ru/leon/kak-gotovit-farsh-s-tomatnoy-pastoy.html как готовить фарш с томатной пастой O Governo Provisório (1930-1934)

http://freshstartcreditsolutions.org/leon/s-kakogo-vozrasta-sdayut.html с какого возраста сдают – Intervenção nos governos estaduais, fragilizando a autonomia dos estados;

– Criação de dois ministérios: Trabalho, Indústria e Comércio; e Educação e Saúde;

– Estabelecimento de uma boa relação com os cafeicultores, uma vez que o café ainda era nosso principal produto para exportação;

– Adoção das seguintes medidas: sindicalização, jornada de trabalho de oito horas, férias e repouso, semanal remunerado, aposentadoria, licença maternidade, regulamentação do trabalho infantil e carteira profissional;

 – Anulação da Constituição de 1891 e criação da Constituição de 1934. Esta permita o voto feminino, o voto secreto e exigia a formação básica do cidadão com o ensino primário;

– As eleições para a presidência seriam diretas à exceção da próxima, que seria feita, em caráter extraordinário, pela Assembleia Constituinte. Assim, Vargas foi eleito de forma indireta.

перевод слова хабиби с арабского на русский O Governo Constitucional (1934-1937)

– Momento de tensão no mundo com o socialismo soviético e a extrema direita fascista;

– Formação dos partidos: Ação Integralista Brasileira (AIB), vertente fascista, e Aliança Nacional Libertadora (ANL), baseado no socialismo soviético;

– Devido às suas críticas ao governo, a ANL foi colocada na ilegalidade, e os membros do Partido Comunista Brasileiro mantiveram o partido na clandestinidade;

– Em 1935, houve a tentativa de golpe sob liderança de Luis Carlos Prestes e Olga Benário, que ficou conhecida como Intentona Comunista;

– Em 1937, o “Plano Cohen” foi denunciado, que consistia em mais uma tentativa dos comunistas tomarem o poder;

– Vargas teve o apoio do Congresso e da cúpula das Forças Armadas, o que culminou no Estado Novo.

схемы самодельных металлоискателей повышенной чувствительности O Estado Novo (1937-1945)

– Diferentemente dos regimes fascistas europeus, a era varguista não contou com a participação de nenhum partido político e Vargas não chegou ao poder com a mobilização do povo;

– Criada a Constituição de 1937, que suspendia todos os direitos políticos, abolindo os partidos e as organizações civis;

– O Congresso Nacional foi fechado, assim como as Assembleias Legislativas e as Câmaras Municipais;

– O Levante Integralista, liderado por Plínio Salgado (AIB), apoiou o golpe achando que fariam parte do governo, mas Vargas governou sem partido;

– Criação do Departamento de Administração do Serviço Público (DASP), cuja finalidade era aprofundar a reforma administrativa destinada a organizar e a racionalizar o serviço público no país;

– Vargas usou de um departamento criado nos anos 20, o Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), este controlava e reprimia movimentos de oposição ao governo;

– Criação do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS), encarregado da promoção do regime e pela censura aos meios de comunicação;

– Instituição do sindicato oficial, filiado ao Ministério do Trabalho, e abolida a liberdade de organização sindical. Assim, Vargas mediava a relação patrão e emprego;

– Implementação do salário mínimo em 1941 e consolidação das Leis Trabalhista em 1943;

– Substituição de importações e estímulo da industrialização local. Criação das empresas: Companhia Siderúrgica Nacional e Companhia Vale do Rio Doce, entre outras;

– Entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial ao lado dos Aliados;

– Financiamentos dos Estados Unidos utilizados em favor da ampliação do parque industrial;

– Criação do personagem Zé Carioca por Walt Disney e ascensão Holywoodiana de Carmem Miranda;

– A entrada na Guerra trouxe a possibilidade de adiar a validação da Constituição de 37, mas ao mesmo tempo trazia uma contradição, já que o nosso governo ditador estava lutando contra regimes fascistas;

– Instituída a Lei Constitucional nº 9, que previa a realização de eleições em data a ser marcada 90 dias depois;

– Volta de partidos políticos, como a União Democrática Nacional (UDN), o Partido Social Democrático (PSD) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), formado a partir da base sindical controlada por Vargas;

– Em 1945, começou o movimento Queremista, com suas principais palavras de ordem: “Queremos Getúlio” e “Constituinte com Getúlio”;

– Deposição de Getúlio Vargas pelo Alto Comando do Exército e o General Eurico Gaspar Dutra foi eleito Presidente.

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA