A Educação Segundo Platão

0
2436

No dia 28 de abril é comemorado o Dia Mundial da Educação, uma data importante para se conscientizar sobre a relevância da educação dentro de uma sociedade.

Platão foi um filósofo e matemático do período da Grécia antiga, fundador da primeira instituição de ensino superior no mundo ocidental e o primeiro a conceber um sistema educacional para o seu tempo. Em sua obra, “A República”, ele discute a importância da educação para instaurar e manter a harmonia dentro da cidade-estado.

De acordo com o filósofo, os métodos de debates e conversação seriam formas de se alcançar o conhecimento. Platão defendia a ideia de que o ensino deveria durar 50 anos e deveria ser dividido em cinco períodos:

Primeiro Período: dos 3 aos 6 anos, com exercícios físicos, dança e música;

Segundo Período: dos 7 aos 13 anos, introdução a uma cultura intelectual e aumento dos exercícios físicos. A partir dos 10 anos, aprendizagem da leitura, escrita e cálculo por processos práticos;

academia-de-platao
Academia fundada por Platão

Terceiro Período: dos 13 aos 16 anos, período de educação musical;

Quarto Período: dos 17 aos 20, período de educação militar;

Quinto Período: dos 21 em diante, apenas os selecionados devem continuar a educação baseada na Matemática e Filosofia. Entre eles, seleciona-se os futuros governantes, prosseguindo sua educação até os 50 anos.

As ideias de Platão trazem para a sociedade de hoje uma base ainda muito presente no nosso sistema educacional. As contribuições do filósofo para a educação contemporânea trazem a importância de que a educação deve provocar o estudante, para que ele mesmo possa construir seu próprio conhecimento. Frisando, portanto, a ideia de que a educação não deve ser um instrumento de alienação, mas de libertação.

Quer saber mais sobre Platão ? Leia outra matéria que escrevemos sobre o filósofo clicando aqui. 

 

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA