O desafio dos sistemas de saúde pública e privada no Brasil

1
2650

Toda segunda-feira liberamos um novo tema de redação para nossos alunos praticarem. Nesta semana, o tema em questão é: “O desafio dos sistemas de saúde pública e privada no Brasil ”. Para ter acesso à correção, adquira qualquer um dos nossos pacotes que contenham o curso Completo ou Redação na Prática! Confira aqui.

Texto 1

 CUBA SALUD

Brasil apresenta avanços e desafios da saúde pública brasileira

O Brasil é o único país do mundo com mais de 100 milhões de habitantes que possui um sistema universal, público e gratuito de saúde. Os avanços e desafios desse modelo serão apresentados pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante a Convenção Internacional da Saúde Pública – Cuba Salud 2015, que começa nesta segunda-feira (20/4) e prossegue até a próxima sexta-feira (24) em Havana, capital cubana. Um dos principais objetivos do Congresso é promover um intercâmbio amplo, procurando a integração na diversidade. O encontro deve reunir 900 delegados, sendo 400 cubanos e 500 estrangeiros de diversas nacionalidades.

Além dos avanços e desafios do Sistema Único de Saúde (SUS), o ministro da Saúde mostrará os impactos das cooperações internacionais do Brasil, a exemplo do Programa Mais Médicos, que já levou atendimento básico de saúde a mais de 50 milhões de brasileiros. O ministro também participará de reuniões bilaterais com Cuba e com outros parceiros. Atualmente, o país está envolvido em 108 projetos e ações de cooperação internacional nas áreas educacional, fortalecimento de políticas públicas, serviço e pesquisa e desenvolvimento.

Outra importante ação brasileira a ser apresentada, no campo das boas práticas em saúde, é a transferência de tecnologia de Bancos de Leite Humano a outros países. O funcionamento em Rede permitiu a ampliação do modelo brasileiro para América Latina, África e Europa. A iniciativa vem apoiando os países parceiros no cumprimento dos Objetivos do Milênio no que diz respeito à redução da mortalidade infantil com ênfase para o componente neonatal.

(…)

(http://portalsaude.saude.gov.br/)

Texto 2

saúde

(www.portalfiel.com.br)

Texto 3

Índice Geral de Reclamações contra Operadoras de Planos de Saúde (2015) – ANS

saúde 2

Texto 4

 Medicina preventiva

 A decisão de Angelina Jolie antecipa um cenário futuro que apresenta grandes desafios

 Por causa da sua enorme popularidade e o respeito internacional conquistado por seu trabalho humanitário, a decisão adotada por Angelina Jolie para se proteger do câncer teve uma grande repercussão pública. Dois anos depois de se submeter a uma dupla mastectomia, agora se submeteu a uma extração de ovários. Jolie é portadora de uma mutação genética hereditária pela qual morreram sua avó, sua mãe e sua tia. Em virtude dessa alteração, ela tinha 87% de sofrer câncer de mama e cerca de 50% de sofrer câncer de ovário. A decisão de Jolie é respeitável e está justificada em termos médicos, embora outras pessoas possam preferir submeter-se a controles mais exaustivos em lugar de recorrer a uma solução tão radical. Na Espanha, a mutação do gene BRCA, o mesmo que ela sofre, é a causa de 5% dos 22.000 novos casos de câncer de mama que são diagnosticados a cada ano e 10% dos de ovário.

O dilema que Jolie foi obrigada a enfrentar antecipa um cenário que será cada vez mais frequente. Conforme avança a pesquisa genética, a medicina preventiva permitirá determinar se uma pessoa apresenta mutações genéticas que podem implicar um maior risco de sofrer câncer ou outra patologia. No entanto, como ocorre no caso de Jolie, ser portador não significa que vá sofrer necessariamente a doença, o que coloca dúvidas e terá repercussões, individuais e coletivas. (…)

(brasil.elpais.com)

Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da língua portuguesa sobre o tema O desafio dos sistemas de saúde pública e privada no Brasil , apresentando experiência ou proposta de ação social, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

  Instruções

– O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.

– A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.

– A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.

– A redação que apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos receberá nota zero.

– A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA