260 anos de Mozart

0
644

Hoje é aniversário de 260 anos de Wolfgang Amadeus Mozart, conhecido também apenas como Mozart. Nascido no dia 27 de janeiro de 1756, Mozart mostrou seu talento desde pequeno. Aos 6 anos de idade, iniciou sua primeira turnê pela Europa, ao lado de seu pai Leopold Mozart.

Ele nasceu em Salzburg na Áustria, mas começou a construir sua carreira musical na capital, Viena, onde tocou para a corte de Joseph II. Neste período, países, como a Alemanha e a Itália, pertenciam ao Império Austro-Húngaro. Enquanto Mozart esteve a serviço da nobreza, a França vivia o seu processo de revolução que já estava repercutindo pela Europa. Isso fica claro em uma de suas obras, chamada “Bodas de Fígaro”. Ela foi abolida do império por ser considerada uma sátira aos costumes da nobreza e isso poderia incitar o ódio do povo contra eles.

Joseph II era irmão da rainha Maria Antonieta, esposa de Luís XVI, rei da França. Ele mantinha contato com sua irmã e seu marido.  Inclusive, o casal foi capturado ao tentar fugir para a Áustria, disfarçados de camponeses.

Mozart acabou sendo banido de Viena por não querer obedecer às ordens do imperador e voltou para sua cidade natal. A sua vida boêmia o fez perder muito dinheiro e a fama. Assim, ele foi obrigado a trabalhar muito mais para se manter. Antes de morrer, ele começou a compor uma missa Réquiem, mas não terminou. Algum tempo depois, ela foi terminada por um de seus discípulos chamado, Franz Xaver Süssmayr. Em 5 de dezembro de 1791, Mozart morreu. Alguns pesquisadores dizem que uma das causas da sua morte foi a sífilis.

Médicos japoneses identificaram que a música clássica, como as do compositor, ajudaram camundongos a se recuperarem melhor após um transplante de coração. Na internet dizem que as suas músicas ajudam a melhorar a inteligência, mas isso ainda não foi comprovado cientificamente. O que se sabe é que suas músicas estão presentes até hoje em comerciais e em filmes.

Algumas sugestões para quem deseja conhecer um pouco mais sobre a sua vida:

“Amadeus”é um excelente filme para conhecê-lo um pouco, porém nem todos os fatos ocorrido no filme são verdadeiros. Uma delas é a causa da sua morte.

“A vida e obra de Mozart” é uma minissérie alemã que teve como consultor um grande estudioso sobre o compositor. Esta sim, é uma fonte precisa.

Um livro interessante sobre o compositor é a biografia de Peter Gay, ela faz parte da coleção “Breves Biografias”. Foi lançado pela editora Objetiva e é uma outra grande opção.

No mais, é ouvi-lo através de CDs, DVD, youtube, etc…

Como dizia o saudoso Artur da Távola: “Música é vida interior e quem tem vida interior, jamais padecerá de solidão.”

 

 

 

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA