Como Controlar a Ansiedade nos Estudos

0
2745

O que a ansiedade faz com os estudantes? Ela prepara o corpo para a reação “luta ou fuga”. O professor da Universidade Glasgow, Chris Williams, explica: “Se você está em uma situação ameaçadora, o aumento da atenção e a resposta do seu corpo podem salvar a sua vida. Porém, se isso acontece quando você precisa revisar algo ou fazer uma apresentação, pode acabar sendo um problema”.

Não se sabe exatamente o que acontece de fato no cérebro quando estamos ansiosos. Uma linha de pesquisa acredita que a ansiedade envolva o córtex pré frontal e a amídala cerebelosa. Esta região do cérebro é fundamental para o aprendizado e a memorização, e também, para reações psicológicas e comportamentais ao medo. Um estímulo externo – como cheiro, audição, gosto – ativa diversas áreas do cérebro, inclusive a amídala. Em uma situação normal, a amídala é controlada pelo córtex pré frontal, que avalia a ameaça relacionada ao estímulo. Caso o estímulo não seja ameaçador, as atividades nas amídalas são suprimidas. Porém, se for uma ameaça real, a reação de medo nas amídalas é mantida.

Em uma pessoa ansiosa, o cérebro faz decisões erradas em relação ao que sentir medo e o córtex pré frontal falha ao suprimir a ação das amídalas, deixando seu corpo em reação de luta ou fuga. Assim, o nível de hormônio de adrenalina sobe e o sistema nervoso simpático (que controla atividades automáticas como respiração) toma o controle. Os batimentos cardíacos passam a ser mais rápidos, a pressão sanguínea e a temperatura corpórea sobem, e a pessoa ainda pode começar a suar. Esta situação, claramente, não é a ideal para aprender, estudar ou se concentrar. Mesmo que você tente, a informação adquirida acaba ficando solta no cérebro em vez de ser armazenada no local correto.

10 dicas para os estudantes ansiosos de plantão:

1. Se achar que está começando a surtar, repita para si próprio: nada de pânico. Falar consigo ajuda a manter o controle;

2. Trabalhe a sua respiração. Tente inspirar pelo nariz por 4 segundos, segure por 2 segundos e depois solte pela boca por 6 segundos;

3. Se você acha sala de estudos, como bibliotecas, muito grande, tente sentar perto da porta de saída. Gravar as aulas é uma boa solução, assim, você pode ouvir depois e pegar os detalhes perdidos;

4. Divida os estudos em blocos. Você passa a ter um planejamento e evita deixar coisas para o último segundo;

5. Estude por 40 minutos e depois dê um intervalo para um exercício físico ou até beber uma água;

6. Procrastinar é um dos pontos fracos dos ansiosos. Se force a estudar por pelo menos 5 minutos, depois que você começar, é mais fácil dar continuidade;

7. Seja legal com você mesmo, mas com disciplina. É fácil se tornar o próprio inimigo. Aceite que no momento as coisas estão difíceis, e pense como você pode trabalhar seu cérebro para que as coisas aconteçam;

8. Controle a quantidade de cafeína e álcool tomada. Uso excessivo de cafeína aumenta os sintomas de ansiedade. O álcool, apesar de ter um efeito relaxante, pode não ajudar no dia seguinte;

9. Lembre-se que você não está sozinho(a). Mesmo que os outros pareçam estar indo bem, muitos também estão enfrentando problemas com ansiedade;

10. Siga uma rotina saudável de alimentação, sono e exercícios físicos. Trinta minutos de caminhada por dia já é o suficiente. Alimentação descontrolada e poucas horas de sono acompanham a ansiedade e criam um ciclo vicioso.

Comentários

comentários

Sem comentários

DEIXE UMA RESPOSTA